‘Entristecido por dentro’, lamenta motorista de caminhão de lixo que bateu em picape e matou casal em Piracicaba

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O motorista de um caminhão de lixo que bateu em uma picape e matou duas pessoas, em Piracicaba (SP), na manhã desta quinta-feira (SP), afirmou que o veículo ficou sem freio em uma descida e que o acidente o deixou “entristecido por dentro”. As vítimas são pais de um colega de trabalho de José Luís Domingos, que conduzia o caminhão.

O motorista disse que descia a Avenida Raposo Tavares, no bairro Jaraguá, mas não conseguiu frear atrás da fila de carros que havia se formado no semáforo. A reação dele foi desviar pela contramão.

“No radar aqui acabou o freio, tinham uns dez carros na minha frente. No momento, eu só pensei em ‘tacar’ para esquerda e tirar para não matar mais pessoas. Só que o sinal da esquerda estava aberto, a saveiro veio e eu vim a colidir com a saveiro”, contou.

As vítimas, José Francisco Ribeiro, de 57 anos, e a esposa, Silvana Aparecida Nunes Ribeiro, de 50, morreram no local. Eles são pais de um colega de trabalho de Domingos, que fazia coleta em um bairro próximo e reconheceu o carro da família.

“Fico muito entristecido por dentro por saber que trabalha na mesma firma. Nem que não fosse da mesma firma e fosse outra pessoa. É uma fatalidade tirar a vida de duas pessoas, de um pai de família, de uma mãe de família, é duro pra gente”, lamentou o motorista.

O acidente

A batida foi tão forte que o motorista e a passageira ficaram presos nas ferragens. Os bombeiros tiveram que tirar parte da lataria do veículo para conseguir fazer o socorro, mas as vitimas não resistiram. O local foi isolado para a polícia levantar as informações para a investigação.

No trecho, o trânsito é muito movimentado, por isso existem semáforos no cruzamento. O carro das vítimas estava parado em uma das faixas quando o sinal abriu, o motorista avançou e foi atingido pelo caminhão da coleta de lixo.

Ele descia a Avenida Raposo Tavares. As pessoas que estavam no local e viram o acidente disseram que o veículo estava desgovernado.

“Quando ele viu que ele perdeu o freio, ele começou a buzinar. Aí tinha um monte de carro na frente, porque o sinal estava fechado, e ele buzinando. Aí ele ficou de pé no caminhão e desviou dos carros”, relatou a auxiliar de serviços gerais Isabel Brito.

Acidente na Avenida Raposo Tavares, em Piracicaba, matou José Francisco Ribeiro, de 57 anos, e a esposa, Silvana Aparecida Nunes Ribeiro, de 50 — Foto: Ronaldo Oliveira/ EPTV
Acidente na Avenida Raposo Tavares, em Piracicaba, matou José Francisco Ribeiro, de 57 anos, e a esposa, Silvana Aparecida Nunes Ribeiro, de 50 (Fotos: Ronaldo Oliveira/ EPTV)

Instalador de sistemas de segurança, Luiz Paulo Beinotte Júnior contou que estava no carro ao lado das vítimas, percebeu um barulho estranho e esperou para cruzar a avenida, senão teria sido atingido também.

“Eu vi mesmo barulho de caminhão quando está pesado, ele faz barulho, então você vê um barulho batendo ferro com ferro. Deu tempo de eu gritar com ele, ele não ouviu e ele foi. Aí pegou ele. Mas foi fração de segundos, o caminhão veio de lá de cima, desgovernado. Veio com tudo”, relatou.

E não é o primeiro acidente que ele presencia nesse mesmo ponto.

“Talvez, não sei, [deveria instalar] uma lombada, e fazer o cara já vir freando lá de cima. É uma via que sempre está dando problema, já não é a primeira vez”, acrescentou.

O que diz a empresa

Empresa responsável pela coleta em Piracicaba e que é dona do caminhão, a Piracicaba Ambiental, disse que está prestando assistência à família das vítimas e que se só vai se manifestar depois que sair o resultado da perícia. O local foi liberado por volta das 17h.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes