Brasil vence a Bulgária pela Liga Mundial de Vôlei

A Seleção Brasileira masculina de vôlei conquistou uma vitória contundente sobre a Bulgária, nesta sexta-feira, pelo Grupo 1 da Liga Mundial. Disputando a primeira fase da competição em Córdoba, na Argentina, o time do técnico Renan Dal Zotto fez prevalecer o favoritismo contra a equipe nona colocada da chave e garantiu o triunfo por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/19 e 25/22.

O Brasil iniciou a rodada desta sexta-feira da Liga Mundial de vôlei na terceira colocação do Grupo 1. Mirando a vice-liderança, a equipe eneacampeã do torneio sabia que era preciso de uma vitória contundente contra a Bulgária, além de torcer para que a Argentina vencesse os sérvios no jogo seguinte, para ficar com o segundo lugar da chave.

Conseguindo fazer a sua parte, a Seleção Brasileira ainda tem mais duas partidas neste fim de semana antes do fim da primeira fase da Liga Mundial. Por ser o país sede da fase final, que acontecerá na Arena da Baixada, estadio do Atlético-PR, em Curitiba, o Brasil já está classificado para os duelos decisivos. Neste sábado o time verde e amarelo enfrenta a Argentina, às 19h10 (de Brasília), na casa dos rivais, e fecha a fase de grupos contra a Sérvia no domingo, às 16h10.

O jogo – O primeiro set foi um verdadeiro passeio da Seleção Brasileira em quadra. O time de Renan Dal Zotto começou o duelo com tudo e atropelou os rivais búlgaros com uma postura bastante agressiva. Logo nos primeiros pontos a equipe verde e amarela abriu dez pontos de vantagem, mantida durante toda a parcial, que terminou em 25 a 15.

Já no segundo set a Bulgária acordou e dificultou a vida do Brasil. Se na parcial anterior o time eneacampeão da Liga Mundial conseguiu se distanciar no placar de maneira tranquila, nesta não repetiu a dose mesmo com a equipe adversária atuando com os reservas. Depois de ficar atrás no marcador, os favoritos do duelo reagiram, viraram o placar e fecharam o set em 25 a 19.

Arriscando tudo no último set para se manter viva na partida, a Bulgária seguiu em uma crescente no jogo e novamente dificultou a vida da Seleção Brasileira. Persistentes em quadra, os rivais foram eficientes e sinalizavam que a parcial seria decidida nos detalhes. E foi exatamente isso o que aconteceu. Nos pontos finais o time brasileiro pediu desafio após uma jogada de Sokolov, que tocou na rede. Com isso, o time pôde abrir um ponto na frente e, posteriormente, com ótima atuação na rede, fechou a partida em 25 a 22.

 

Fonte: Yahoo!