Brasil goleia o Peru pela Copa América

Nesta quinta-feira, a Seleção Brasileira derrotou o Peru por 4 a 0, no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela segunda rodada da Copa América. Com gols marcados por Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison, o time comandado por Tite garantiu a classificação às quartas de final do torneio de maneira antecipada.

O primeiro tempo não foi de grandes oportunidades criadas. Postado em um ofensivo 4-2-4 quando tinha a bola, o Brasil não criou diversas chances, porém foi efetivo, com Alex Sandro aparecendo dentro da área para marcar.

Na segunda etapa, o grande diferencial foi Neymar, que esteve muito mais ligado e ativo nas ações ofensivas da Seleção. Além de marcar o seu gol, deu bons passes e teve boas chances para anotar mais. Na reta final, Everton Ribeiro ainda marcou o terceiro, após bela trama coletiva da equipe. Deu tempo de Richarlison fazer o quarto e sacramentar a vitória.

Com a vitória, o Brasil foi aos seis pontos, na liderança isolada do grupo B. O time só volta a campo na quarta-feira da semana que vem, contra a Colômbia, no Nilton Santos, às 21h. Enquanto isso, o Peru segue sem somar pontos, na lanterna da chave. O próximo compromisso da equipe é contra a Colômbia, no domingo, às 21h, no Olímpico.

Postado em um ofensivo 4-2-4 com a bola, o Brasil tomou a iniciativa no início do primeiro tempo e conseguiu abrir o placar aos 11 minutos. Everton fez o cruzamento da esquerda, Gabriel Jesus mandou de primeira do outro lado, e Alex Sandro apareceu como centroavante para marcar.

De fora da área, Fabinho levou perigo ao arriscar chute forte, mandando à esquerda do gol. O Peru também tentou de longe, porém a finalização de Tapia foi tranquilamente defendida por Ederson. Na sequência, Yotún tocou por cima do goleiro, porém Danilo tirou a bola com o peito. Na última chance do Brasil nos 45 minutos iniciais, Alex Sandro recebeu na entrada da área e chutou por cima do travessão.

Para o segundo tempo, Tite sacou Gabigol e Everton Cebolinha, promovendo as entradas de Everton Ribeiro e Richarlison. Na primeira chance, Danilo apareceu por dentro, conduziu a bola e fuzilou à esquerda do gol. Aos 60 minutos, Neymar foi derrubado por Tapia dentro da área, e o árbitro assinalou o pênalti. No entanto, Patrício Loustau foi chamado para o monitor do VAR e voltou atrás na marcação.

Sete minutos depois, Neymar marcou o segundo da Seleção. Fred encontrou o camisa 10 na entrada da área, e o craque girou e finalizou cruzado para fazer o seu. Em seguida, Neymar deu passe para Richarlison, que saiu na cara de Gallese e parou em defesa do goleiro.

O camisa 10 estava ligado na partida e quase marcou mais um, arriscando chute de fora da área, que saiu à esquerda do gol. O Peru desperdiçou uma grande oportunidade com Valera, que, na pequena área, isolou a bola. Neymar teve nova chance, dessa vez batendo falta. A bola passou rente à trave esquerda.

Firmino perdeu oportunidade incrível, recebendo passe de Richarlison e chutando em cima de Gallese. Já aos 43 minutos, Everton Ribeiro tabelou com Neymar e foi para dentro da área. Richarlison serviu o meia do Flamengo, que finalizou com precisão para marcar o terceiro. Por fim, Neymar lançou Firmino, que finalizou e parou em Gallese. No rebote, Richarlison precisou de duas tentativas para fazer o seu e sacramentar o placar.

BRASIL 4 X 0 PERU

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de junho de 2021, quinta-feira
Hora: 21h (de Brasília)
Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Assistentes: Gabriel Chade (ARG) e Ezequiel Brailovski (ARG)
VAR: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (Brasil); Ramos, Yotún (Peru)

GOLS
Brasil: Alex Sandro (11 minutos do 1º tempo), Neymar (22 minutos do 2º tempo), Everton Ribeiro (43 minutos do 2º tempo) e Richarlison (46 minutos do 2º tempo)

BRASIL: Ederson, Danilo (Emerson), Thiago Silva, Éder Militão e Alex Sandro (Renan Lodi); Fabinho, Fred, Neymar, Gabriel Jesus (Roberto Firmino), Everton Cebolinha (Richarlison) e Gabigol (Everton Ribeiro)
Técnico: Tite

PERU: Gallese, Corzo, Christian Ramos, Abram e Marcos López; Tápia, Yotún (Arias), Carrillo, Cueva (Távara), Peña (Iberico); Lapadula (Valera)
Técnico: Ricardo Gareca

Fonte: Yahoo!Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Scroll Up