Brasil goleia a Venezuela e garante classificação antecipada à semifinal

Na sua melhor atuação na Copa América até aqui, a seleção brasileira feminina goleou a Venezuela por 4 a 0, pela quarta rodada do Grupo B, e garantiu com uma partida de antecedência a classificação para a semifinal da competição. Bia Zaneratto abriu o placar e deu o passe para Ary Borges marcar um bonito gol em contra-ataque, no início do segundo tempo. Debinha fez os outros dois, um deles com um chute cruzado após dar uma caneta na adversária.

Com a vitória, o Brasil chegou aos nove pontos no Grupo B, contra seis da Venezuela e da Argentina, que folgou na rodada. Como venceu as duas rivais, a seleção de Pia Sundhage já tem a primeira colocação da chave garantida, mesmo que haja empate em pontos após a última rodada, porque o primeiro critério de desempate é o confronto direto. Na quinta-feira, o Brasil encerrará a primeira fase contra a seleção do Peru, em Cáli. No mesmo dia, Argentina e Venezuela se enfrentam pela segunda vaga da chave.

O gol de cabeça de Bia Zaneratto, aos 21 minutos, coroou o bom começo da seleção feminina contra a Venezuela, com marcação forte e muita movimentação ofensiva. Depois de abrir vantagem, no entanto, o Brasil voltou a apresentar os erros dos jogos anteriores, especialmente nos passes. A Venezuela pouco incomodou, tendo apenas duas chances em faltas de longa distância.

Logo aos cinco minutos do segundo tempo, Bia Zaneratto ganhou a bola no meio, avançou e rolou para Ary Borges driblar a marcadora e chutar cruzado: 2 a 0. Novidade na etapa final, Gabi Portilho, que completou 27 anos nesta segunda, entrou no lugar de Kerolin e deu nova movimentação à seleção, construindo seguidos lances de perigo pela direita. Aos 12, rolou para Antônia cruzar na medida para Debinha ampliar de cabeça. O quarto gol saiu aos 19: Debinha recebeu de Portilho, deu uma caneta em María Peraza e chutou cruzado. Com quatro gols na competição, Debinha agora é uma das artilheiras, ao lado de Adriana e da argentina Yamila Rodríguez.

Fonte: G1 – Foto: Thais Magalhães/CBF