Brasil conquista o bronze no revezamento 4x200m livre no Mundial de natação

Saiu a primeira medalha do Brasil no Campeonato Mundial em piscina curta, que está sendo realizado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. O quarteto brasileiro do revezamento 4x200m, formado por Fernando Scheffer, Murilo Sartori, Kaique Alves e Breno Correia, fechou a prova em terceiro lugar com o tempo de 6m49s60 . Os americanos foram ouro, com 6m47s00, e a Federação russa prata, com 6m49s12.

Revezamento brasileiro com o bronze no peito no Mundial — Foto:  Francois Nel / Getty Images
Revezamento brasileiro com o bronze no peito no Mundial (Foto: Divulgação)

– A estratégia era tentar raspar a panela, achar força de algum lugar. Estou muito feliz de dividir essa prova com a gurizada. Desde 2018 estamos conseguindo resultados, trazendo os olhares para essa prova, nosso 4x200m. Estamos com uma geração muito forte. Para fechar o ano com tudo, uma medalha em Mundial é muito importante – disse Scheffer, medalhista olímpico em Tóquio nos 200m livre individual.

Scheffer abriu a prova pelo Brasil neste domingo e entregou em segundo lugar, atrás somente dos EUA, com 1m42s51. Murilo Sartori representou o país na sequência e ficou em terceiro lugar lugar, atrás da Rússia, mas na frente da Itália, com 1m42s07. Já era metade da prova e estava claro que o pódio ficaria entre esses quatro países.

Brasileiros comemoram no pódio do 4x200m no Mundial de natação em piscina curta — Foto:  Francois Nel / Equipe
Brasileiros comemoram no pódio do 4x200m no Mundial de natação em piscina curta (Foto: Divulgação)

Kaique Alves foi o terceiro a vir para a água e manteve o país em terceiro, com a Itália colada em quarto. O novato nadador fez 1m43s15. Breno foi o último da equipe e brigou pela prata até o fim com a Rússia, e conseguiu deixar a Itália para trás. A marca de Breno foi de 1m41s87.

– Esse revezamento é bem especial para mim, formação diferente. Medalhamos em dois Mundiais seguidos. A média de idade segue 21 anos, então temos muito pela frente, muitas competições. Com certeza um revezamento promissor, estamos olhando com bons olhos para esse revezamento nos próximos anos – disse Breno, que estava no último Mundial, quando o time foi campeão.

O Mundial em piscina curta é disputado em piscina de 25 metros, que tem a metade do tamanho da distância olímpica (50m). Muitos campeões olímpicos de Tóquio, há quatro meses, estão na competição. O Brasil levou uma equipe de 20 atletas, incluindo o medalhista olímpico dos 200m livre Fernando Scheffer.

É a quinta medalha do Brasil no 4x200m na história dos Mundiais de curta. As duas primeiras vieram em 1993 e 1995, bronze em ambos os casos. O bronze foi repetido em 2004. Por fim, o time foi ouro em 2018.

Nicholas na final

Aos 41 anos, Nicholas Santos está em mais uma final de Campeonato Mundial. O veterano, dono de dez medalhas em Mundiais em piscina curta e três em Mundiais em piscina longa, vai disputar a decisão dos 50m borboleta na manhã desta segunda-feira. Ele anotou 22s12 e foi para a final com a segunda melhor marca, atrás do húngaro Szebasztián Szabó, que fez 22s11.

– Fiquei contente com o tempo, ainda tem muita coisa para fazer para a final. O objetivo amanhã é nadar para 21 segundos. É muito detalhe em cada prova, se deixar o detalhe de lado não resolve nada. Não basta ser forte, tem que ter muita técnica – disse Nicholas.

Nicholas e Szabó dividem o recorde mundial dos 50m borboleta com 21s75. O brasileiro fez a marca em 2018, enquanto o húngaro anotou o tempo no mês passado. Os dois são os favoritos para a prova desta segunda-feira.

AS FINAIS DESTE DOMINGO

Revezamento 4x50m livre
1-) Itália
2-) Federação Russa
3-) Holanda

50m borboleta
1-) Ranomi KromowidJojo (HOL)
2-) Sarah Sjostrom (SUE)
3-) Clarie Curzan (EUA)

100m medley masculino
1-) Kliment Kolesnikov (Federação Russa)
2-) Tomoe Hvas (NOR)
3-) Thomas Ceccon

100m medley feminino
1-)Anastasia Gorbenko (ISR)
2-)Beryl Gastadello (FRA)
3-) Mariia Kameneva (Federação Russa)

400m livre feminino
1-) Bingje Li (CHN)
2-) Summer Mcintosh (CAN)
3-) Siobban Bernadette Haughey (HGK)

50m livre masculino
1-) Benjamin Proud (GBR)
2-) Ryan Reld (EUA)
3-) Joshua Edwards (CAN)

50m costas masculino
1-) Kliment Kolesnikov (Federação Russa)
2-) Christian Diener (ALE)
2-) Lorenzo Mora (ITA)

(Diener e Mora empataram com a prata, assim não tem disputa de bronze)

4x200m livre
1-) EUA
2-) Federação Russa
3-) Brasil

Fonte: G1