Botucatuenses recebem ameaças de morte; balas de revólver são deixadas em caixa de correio

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Dois botucatuenses receberam ameaças de morte nesta sexta-feira, 24 de julho, devido a postagens em redes sociais. As ameaças ocorreram por escrito e foram endereçadas nominalmente às vítimas, que tiveram a identidade preservada.

Uma das pessoas ameaçadas recebeu um envelope usado para depósitos bancários, deixado na caixa de correio. Segundo a vítima, o material teria sido colocado na madrugada desta sexta-feira, já que os cães da residência demonstraram atividade anormal, vindo a latir com frequência. No entanto, só checou a caixa de correio no final da tarde.

Dentro do envelope haviam dois projéteis, um de calibre .38 e outro .32, além de um bilhete. No papel, que estava impresso, a mensagem era para que os mesmos parassem com postagens em redes sociais, além de frisar que os endereços dos ameaçados são conhecidos.

O bilhete escrito continha a seguinte mensagem: “Uma para vc e outra para sua amiga…” “Vc é um idiota fica postando mensagens contra pessoas de bem seu inútil, vc é um corno petista lixo. Agora quero ver vc correr na delegacia pedir ajuda se vc sempre falou mal da polícia seu filho da puta, vai lá vagabundo, a polícia sabe quem é vc seu imundo, funcionário …, nunca fez nada de bom lá todo mundo te odeia seu bosta, se acha o melhor mais é corno tenho dó da sua família que te suporta, fica esperto sabemos onde vc mora seu lixo, continua com suas postagens que vc vai ver só vc e sua amiguinha biscatão aquela la consegue ser pior que vc, deixa ela ficar pagando de valentona logo logo ela vai ver”. (a transcrição da mensagem preservou nome e local de trabalho e manteve a grafia original).

Ambos fizeram Boletim de Ocorrência por ofensa, injúria, difamação e ameaça de morte no Plantão Policial, que deve instaurar investigação para apurar os fatos. A Delegacia de Defesa da Mulher também deverá ser acionada, já que a intimidação se estende para uma mulher, exigindo apuração diferenciada, conforme consta na Lei Maria da Penha.

Flávio Fogueral – Notícias Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes