Setor de criação de ovinos sofre com falta de mão de obra em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O rebanho de ovinos no País mantém a proporção de um animal para cada grupo de 11 brasileiros. No total, são 16 milhões de cabeças.

 O presidente da Associação Paulista de Criadores de Ovinos, Francisco Manoel Fernandes, diz que o crescimento da demanda impressiona. Para ele, há um déficit grande e o setor sente dificuldades com a falta de mão de obra e com a competição com outras atividades rurais.

Em Botucatu Marcelo Silva mantém cordeiros no confinamento para abate. Ele vende mais de 10 tipos de corte e produz cerca de 300 carcaças por mês. Os animais chegam no confinamento ainda pequenos, com cerca de 28 quilos. Ficam mais 2 ou 3 meses engordando e aí seguem para o frigorífico.

O criador conta que cada vez mais a propriedade recebe clientes novos em busca de uma carne diferenciada.

Os leilões são outro negócio importante nesse mercado. Ives Casali começou comprando 20 fêmeas e um reprodutor de diferentes raças. Atualmente, ele prepara animais para vender nesses leilões e diz que é uma forma interessante de começar na ovinocultura, principalmente quando a propriedade é pequena e se o dinheiro não está sobrando.

Fonte G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes