Projeto auxilia famílias de agricultores em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Sair para trabalhar e não ter com quem deixar os filhos não é uma preocupação apenas na zona urbana. Na zona rural é comum casos de famílias que levam os filhos para a lavoura, mesmo sabendo dos riscos. Por esse motivo, Aparecida de Paula teve a iniciativa de começar o projeto “Mães e Irmãs Saci”, que acolhe 40 crianças, filhos e filhas de agricultores, em Botucatu.

Há menos de um ano, Henrique e Natanael passavam o dia com os pais na roça. Agora, enquanto os pais Fernando Rivelino da Silva e Tamires Camargo suam a camisa no trabalho, os meninos ficam no projeto.

A iniciativa está fazendo sucesso. Por isso, a fila de espera já soma 50 crianças. Durante o tempo que a garotada passa no projeto, mantém contato com a terra e, assim, aprende desde cedo a valorizar o que vem da natureza.

Na hora da comida, as crianças dividem o que tem, provando que é possível ser feliz apenas com o necessário . Elas chegam por volta das 7h e vão embora às 16h30. Durante esse período, recebem seis refeições. O cardápio foi feito por uma nutricionista, mas a responsável pela cozinha é a Lucélia Camargo. Segundo ela, muitas vezes tem que substituir os ingredientes ou, até mesmo, trazer de casa. Ela diz que faz de coração e quer que o projeto continue beneficiando a todos. O sonho de Aparecida é um futuro promissor: a ampliação do projeto para atender mais crianças.

Iniciativas como essa, que partem da própria comunidade, são sempre bem vindas. Mas é importante dizer que criar creches na zona rural é uma obrigação do poder público.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes