Preços dos combustíveis têm pequena queda em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Desde que foram implantadas as medidas de isolamento social em Botucatu, com o fechamento do comércio considerado não essencial desde 23 de março, o movimento da atividade econômica apresentou desaceleração. Essa situação também se aplica ao consumo de insumos como os diferentes tipos combustíveis. Com isso, os postos começam a apresentar quedas nos preços praticados ao consumidor final.

Nas últimas quatro semanas, motoristas constatam queda tímida nos valores cobrados ao se abastecer. A maior retração nos preços praticados nas bombas vem da gasolina: 4,45% . Em 8 de março o litro custava média de R$ 4,44 (preço máximo de R$ 4,60 e mínimo em R$ 4,32), conforme levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Já no período compreendido de 29 de março a 4 de abril, a média cobrada é de R$ 4,24 (com máxima de R$ 4,47 e mínima de R$ 3,99).

Em 24 de março, quando a Petrobras anunciou queda de 15% no valor cobrado às distribuidoras. No entanto, a redução ao consumidor final dependeria tanto das empresas responsáveis pela venda aos postos e estes últimos.

O etanol também seguiu a tendência e teve queda de 4,38% nos preços praticados. O levantamento realizado em 8 de março, o litro era encontrado a valor médio de R$ 3,20 (máxima de R$ 3,35 e mínima em R$ 3,07), sendo que este valor manteve-se o mesmo nas semanas seguintes. No entanto, a partir de 29 de março, os preços tiveram retração, sendo que o produto passou a ser comercializado por média de R$ 3,06, com preço máximo de R$ 3,19 e mínimo de R$ 2,88.

Para as pesquisas de preços tanto na gasolina quanto no etanol a ANP avaliou as tabelas de nove postos de combustíveis instalados em Botucatu.

Quanto ao diesel, a redução no preço foi de 4.32% nas últimas quatro semanas, em seis postos analisados pela agência governamental. Em 8 de março o litro era vendido a média de R$ 3,47, com preço máximo de R$ 3,61 e mínimo de R$ 3,29. A queda começou a ocorrer na semana de 22 a 28 de março, quando o valor médio era de R$ 3,29, com máxima de R$ 3,35 e mínima de R$ 3,24.

No entanto o diesel voltou a ter aumento- de 0,9%- a partir de 29 de março, onde o preço médio praticado foi de R$ 3,32, cujo preço máximo é de R$ 3,39 e o mínimo comercializado aos botucatuenses, de R$ 3,24.

Com Flávio Fogueral

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes