Governo do Estado traz a ópera “O Barbeiro de Sevilha” para o Municipal neste sábado (12)

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo dá continuidade à temporada 2015 de programa de Circulação de Óperas, promovido pelo Governo do Estado de São Paulo. Botucatu receberá neste sábado (12), o espetáculo “O Barbeiro de Sevilha – ou a História Contada e Cantada da Ópera A Inútil Precaução”, da Companhia de Ópera Curta. A apresentação acontecerá no Teatro Municipal – Camilo Fernandez Dinucci, às 20h30, com sessão gratuita e classificação etária de 10 anos.
Segundo a administração do teatro não será necessária a retirada de ingresso antecipado para apresentação. As portas do local estarão abertas a partir das 20 horas.
O objetivo do Circulação de Óperas é levar e apresentar espetáculos para as pessoas que têm pouco ou nenhum acesso à ópera. A interiorização do projeto permite o fomento, formação e a difusão da cultura, ampliando o acesso a atividades artísticas de excelência.
Criado por Rosana Caramaschi e Cleber Papa, em parceria com Luís Gustavo Petri, a Companhia de Ópera Curta cria espetáculos baseados em óperas famosas, cujo conteúdo é um texto teatral que aborda uma visão pouco convencional do libreto – texto dramatúrgico da ópera – baseado na história original. A série tem a história contada, mantendo a linha mestra da ópera original com as principais árias e duetos, legendas em português, cenários, figurinos e iluminação.
“O Barbeiro de Sevilha – ou a História Contada e Cantada da Ópera A Inútil Precaução” é uma ópera-bufa em dois atos do compositor italiano Gioacchino Rossini. Ela é baseada na comédia “Le Barbier de Séville”, do dramaturgo francês Pierre-Augustin Caron de Beaumarchais.
No formato de ópera curta, O Barbeiro de Sevilla mantém as características originais da peça de Pierre-Augustin, representada pela primeira vez em 1775, na Comédie Française e da ópera original de Giocchino Rossini, estreada no Teatro Argentina em Roma, em 1816.
A ópera conta a história do Conde de Almaviva que se apaixonou por Rosina em Madri, onde a viu pela primeira vez no Passeio do Prado e as suas tentativas de aproximação. As primeiras falharam, pois o “tutos” da jovem – o Doutor Bartolo – ao notar as manobras do Conde, muda-se com ela para Sevilha, onde se passa a história.
Serviço
Teatro Municipal – Camilo Fernandez Dinucci
Praça Coronel Moura, nº 27 – Centro [Paratodos]
(14) 3882-9004
Fonte: Prefeitura Municipal de Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes