Cachorra com problema no coração recebe marca-passo em Botucatu

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma cachorra com um problema congênito no coração foi salva por veterinários da Unesp de Botucatu.  A solução encontrada por professores e alunos foi implantar no coração do bichinho um marca-passo semelhante ao usado em seres humanos.

Exame mostra o equipamento (Foto: Reprodução / TV TEM)
Exame mostra o equipamento (Foto: Reprodução / TV TEM)

A cadelinha Joana sofria da síndrome do nódulo doente, quando o coração não tem impulso suficiente para bater. Ela tinha várias paradas cardíacas, ao ponto de desmaiar diversas vezes no mesmo dia, segundo sua dona Rosa Maria da Silva.

“Eu pensei que ela fosse morrer, começou a ter uns desmaios e a barriga dela estava inchada. Ela caía e ficava apagada e depois levantava de novo”, conta.

A solução encontrada pelos veteriários foi colocar um aparelho para regular os batimentos cardíacos.

A cirurgia da Joana reuniu um grande time de veterinários. No exame de raio-X é possível ver o marca-passo, do mesmo tipo usado em seres humanos.

“Para o cão não muda nada. A implantação do aparelho tem indicação em animais que têm essa doença, a síndrome do nódulo doente, animais que têm bloquei atrioventricular, em que o impulso elétrico para despolarizar o coração não passa do átrio para o ventrículo”, explica a veterinária Maria Lúcia Gomes.

Hoje, os batimentos estão normalizados. “Hoje ela tem uma vida nova. Não desmaia, é feliz, corre, brinca. Eu nem sei como agradecer essas meninas que ajudou ela”, comemora Rosa.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes