Botucatu: PEVs passarão por modificações e serão ampliados

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Criados como alternativa para o depósito de mate­riais recicláveis em Botu­catu, os Pontos de Entrega Voluntária, popularmente conhecidos como PEVs, passarão por reorganiza­ção em sua composição e disponibilização de acesso à população. É o que pla­neja a Prefeitura de Botu­catu junto com a MRover, nova prestadora de servi­ços de limpeza pública.

Desde a mudança da empresa em julho, os es­paços para que a popula­ção possa fazer o depósito de materiais recicláveis ainda não tiveram a insta­lação definida por comple­to. Provisoriamente foram colocados contêineres em frente ao Terminal Rodo­viário, o que fez com que a população tenha poucos pontos fixos para o des­carte de lixo reaproveitá­vel.

O assunto ganhou no­toriedade com o acúmulo exacerbado de materiais, principalmente em feria­dos e finais de semana. Além do permitido em de­pósitos, populares também deixavam outros resíduos, principalmente eletrôni­cos, como televisores, lâm­padas, etc. Estes possuem local específico de descar­te, no Poupatempo Am­biental, no Jardim Paraíso.

Nos últimos dias, os PEVs instalados na Praça José Henrique dos Reis, em homenagem ao cantor João Paulo (que fez dupla com Daniel), sintetizaram o excesso de lixo produzi­do em Botucatu e também a concentração de um úni­co espaço para a coleta. Na noite de segunda-feira era possível verificar que os cinco contêineres es­tavam com sobrecarga de material, fazendo com que boa parte fosse despejado pelas calçadas e na própria praça. Detalhe: o espaço público fica em frente ao Terminal Rodoviário de Botucatu. Todo o lixo foi recolhido na terça-feira, assim como foram retira­dos os PEVs instalados.

Segundo a Secretaria do Verde, os PEVs foram reti­rados de alguns locais para estudos de viabilidade e readequação dos espaços que receberão os novos contêineres de mil litros de capacidade. Ainda não há definição das regiões que irão receber os pon­tos, mas informa que se­rão vinte novos PEVs.

Implantado em 2014, o sistema de PEV consiste em contêineres prepa­rados para o depósito de materiais como plástico, vidro, papel e metal. Por mês, a Secretaria do Ver­de estima recolher mais de 100 toneladas de lixo reciclável no município, que são destinados a pos­terior triagem e trabalho de reaproveitamento.

Coleta seletiva em casa

Além dos pontos fixos, a Secretaria enfatiza que há a coleta seletiva domici­liar, que ocorre de segun­da a sexta-feira, a partir das 7 horas da manhã. A iniciativa passa por alguns bairros, ainda não con­templando a totalidade da zona urbana. Há estudos para a ampliação dos lo­cais.

Confira os locais:

Segunda-feira: Ouro Verde, Cambuí, Itamarati, Jardim Ipê, Jardim Planalto, Vila Di Capri, Jardim Itália, Jardim Monte Mor, Jardim Iolanda, Chácara dos Pinheiros, Jardim Flam­boyant e Condomínio Indaiá.

Terça-feira: Vila Ema, Vila Jahu, Residencial Chácara San­to Antônio, Arlindo Durante, Jardim Cristina, Parque Na­zaré, Residencial Serra Negra, Vila Maria, Jardim Peabiru, Conjunto Leotta de Mello, Re­canto Azul, Vila Sorocabana, Vila São Luiz, Vila São Lúcio, Jardim Bom Pastor, Vila Pa­raizo, Condomínio Parque das Cascatas e Condomínio Terras Altas.

Quarta-feira: Jardim Paraíso, Jardim Paraíso II, Altos do Pa­raíso, Jardim Mirante, Residen­cial Parque Primavera e Colinas do Paraíso.

Quinta-feira: Jardim Real Park, Jardim Continental, Jar­dim Eldorado, Vila Paulista, Jardim Panorama, Vila Nova Botucatu, Vila Esperança, Jar­dim Santa Tereza, Vila Pinheiro, Vila Angela, Vila Pinheiro Ma­chado, Jardim Universitário, Vila Ferroviária, Jardim Shan­grilá, Vila Antártica, Vila Nossa Senhora de Fátima, Vila Casa Branca, Vila Carmelo e Vila dos Lavradores.

Sexta-feira: Área central no quadrante entre o Rio Tanqui­nho e o Rio Lavapés, do Ce­mitério Portal das Cruzes até a Avenida Marechal Peixoto, Condomínio Vale do Sol e Vista Alegre. (com Comunicação)

Jornal Leia Notícias por Flávio Fogueral

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes