Botucatu: Obras de galerias da Rua Jaguaribe cedem e parte do serviço é refeito. Na Dante Delmanto quase tudo pronto

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Há cerca de quatro me­ses, aproximadamente, a Prefeitura de Botucatu iniciou as obras de me­lhoria da pavimentação e instalação de drenagem pluvial na Rua Dr. Jagua­ribe e Avenida Dante Delmanto. A previsão era de que as obras fossem concluídas até o final des­te ano, mas, a julgar pelo andamento das obras e o clima instável, a conclu­são poderá demorar um pouco mais.

O pavimento da Ave­nida Dante Delmanto já está praticamente pronto e atualmente a adminis­tração trabalha em pe­quenos ajustes de pedes­tres no canteiro central e na sinalização, além da instalação do paisagismo.

Na Rua Dr. Jaguaribe a situação é mais compli­cada. Local de grandes alagamentos no passado, a via pública já foi “rasga­da” pelo menos três vezes para obras de reparos e as interrupções estão irritando os moradores da região, comerciantes e motoristas que usam a via pública para acessar o Distrito de Rubião Júnior e o Parque Industrial da cidade.

Depois de ter o pa­vimento recuperado, instalada nova rede de abastecimento de água e dutos para drenagem das águas das chuvas, o tre­cho entre as ruas Milton Méris Jaqueta e Guido Zanoto foi interrompido, pelo menos, três vezes nos últimos meses para “ajustes”.

Conforme explicou o Secretário de Infraes­trutura, André Peres, a primeira interrupção foi por conta de uma infil­tração na captação de água que provocou o des­nivelamento do asfalto que afundou. A segunda interrupção, há cerca de uma semana, foi devido ao vazamento da rede de esgoto.

“Fizemos a obra e in­felizmente logo após a entrega do serviço ocor­reu uma forte chuva, que provocou a infiltração. Acionamos a empreiteira que executou o serviço e agora tivemos outro pro­blema naquele trecho, desta vez um vazamento de esgoto que precisou de intervenção para recu­peração devido ao refluxo nas residências”, explicou.

Peres afirmou que par­te do problema foi cau­sado por motoristas que não respeitaram a sinali­zação impedindo o trânsi­to de veículos no trecho, logo após a conclusão da pavimentação e instala­ção das galerias. Veículos pesados pressionaram os tubos de drenagem e também a rede de esgoto da Sabesp.

As obras de revisão foram concluídas na se­mana passada, mas a finalização do serviço, especialmente em alguns trechos com remendos de concreto sobre o pa­vimento de asfalto, só ocorrerá quando o tem­po estiver estável, sem risco de chuvas, e isso pode ocorrer depois do carnaval. “Estamos viven­do períodos de chuvas a qualquer momento e pre­cisamos de tempo firme e estável para realizar a nova pavimentação”, ex­plicou Peres.

Peres negou os boatos de que a empreiteira já tivesse recebido pelo ser­viço, conforme comen­tários de empresários da região à reportagem. “Não realizamos o paga­mento da parte final da obra. Já temos a medição feita, mas entendemos que só efetuaremos o pa­gamento após a obra ser concluída como esperá­vamos, sem os problemas nos dutos de drenagem e na rede de esgoto. Não é verdade que estamos fa­zendo pagamentos extras pelas reformas”.

Dante Delmanto

Em relação à Avenida Dante Delmanto, o Vi­ce-Prefeito e Secretário de Infraestrutura, André Peres, informou que o pavimento está concluí­do, porém existem servi­ços a serem concluídos, como a instalação de paisagismo no canteiro central e ajustar alguns trechos da avenida, pró­ximo ao Campo do Inca.

A rotatória está sendo ajustada. Primeiro, há cerca de duas semanas, um acidente destruiu parte da rotatória no sentido Cidade – Rubião Júnior e na região a Se­cretaria de Infraestru­tura diagnosticou a exis­tência de poças nos dois sentidos e duas novas galerias pluviais foram instaladas.

“Verificamos que nos dois lados da rotatória houve empoçamento de água das chuvas e decidi­mos realizar a instalação de duas novas galerias para reduzir o risco de acidentes naquele trecho e termos a drenagem ne­cessária para evitar ala­gamentos, como o visto no passado”, destacou.

De acordo com o Se­cretário, a rotatória deve ser entregue em poucos dias, assim que for con­cluída a sinalização aérea e terrestre daquele tre­cho. Além disso, a Prefei­tura aguarda a CPFL e as empresas de Telecomu­nicações concluírem os ajustes de seus cabos e fios no canteiro central. A CPFL já substituiu três postes e reforçou seus cabos de energia. Agora a Prefeitura espera as em­presas de telefonia faze­rem o mesmo.

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes