Botucatu: Motociclista nega omissão de socorro e afirma ter sido agredido após acidente com jovem

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O homem de 26 anos, condutor da motocicleta no caso da jovem resgatada com traumatismo craniano na manhã desta segunda-feira (15), conversou com o Jornal Leia Notícias e negou ter participação na queda da vítima.

Leia Mais:


Botucatu: Jovem com traumatismo craniano é encontrada abandonada e muito ferida

Botucatu: Família confirma a morte de jovem encontrada após queda de moto

O motociclista afirmou que estava em uma festa próximo ao local onde encontrou Karen Moretti Evangelista, 23 anos, estava. ” Fui até a saída da festa e encontrei ela por lá. Não conhecia ela antes. Ficamos e ela me pediu carona. No meio do caminho ela disse que ia pular. Quando percebi ela tinha caído para trás”, relatou o homem.

Questionado, ele afirmou que a vítima estava usando capacete, mas que durante a queda, o equipamento de proteção teria se soltado.

Ela afirmou que foi até onde Karen caiu e percebeu que ela estava imóvel. ” Meu celular estava sem bateria, sai de lá e voltei para onde estava tendo a festa, mas não tinha mais ninguém lá para ajudar. Resolvi ir até minha casa que é próximo do local tentar pedir ajuda e retornei no local do acidente.

Já tinha algumas pessoas perto dela e o resgate chegou logo em seguida. Estava chovendo na hora. Saí e fui comprar cigarro em uma padaria. Acabei encontrando um grupo de desconhecidos com quem discuti e fui agredido por eles.

O homem prestou depoimento no Plantão Policial e estava com ferimentos nos lábios e nas pernas.

“Não teve omissão de socorro. Sai para pedir ajuda e quando voltei ela já tinha sido resgatada”, completou.

O homem pediu para não ter o nome divulgado pois teme represálias. O caso segue sob investigação da Polícia Civil de Botucatu.

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes