Botucatu: Estudante de biomedicina é presa suspeita de vender bolo com maconha em festas universitárias

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Uma estudante de biomedicina, de 20 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas nesta quarta-feira (5) suspeita de produzir e vender bolinho doces feitos à base de THC, princípio ativo da maconha, em festas universitárias, em Botucatu (SP).

Segundo a Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise), a jovem era investigada desde outubro do ano passado, quando a Polícia Civil recebeu a denúncia sobre a venda do bolo, que era conhecido nas festas de estudantes da cidade como “brownie mágico”.

O delegado Paulo Buchignani, titular da Dise, explicou que a estudante utilizava seus conhecimentos para produzir uma manteiga e um óleo à base do Tetraidrocanabinol (THC), ingredientes com os quais ela produzia os brownies, que eram vendidos a R$ 5 cada um.

Segundo a polícia, a estudante disse em depoimento que não fazia seus bolinhos pelo dinheiro, mas sim “apenas para se afirmar” perante seus colegas de universidade.

Após a investigação, policiais da Dise foram até a casa da estudante nesta quarta-feira e a prenderam em flagrante com a manteiga e o óleo de THC, ingredientes que seriam usados para a produção de um novo lote de brownies. Também foi apreendida uma porção de cerca de 10 gramas de maconha.

De acordo com Buchignani, outros suspeitos são investigados de participação neste esquema de produção e venda de bolinhos.

Após a prisão em flagrante, a garota foi encaminhada para a cadeia de Porangaba. Nesta quinta-feira (6), a suspeita retorna a Botucatu para passar pela audiência de custódia.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes