Botucatu atende vítimas de acidente de trânsito de 65 cidades

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Recentemente, o jornal Estado de São Paulo divulgou dados onde o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, iniciativa lançada há um ano pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB) com apoio de empresas privadas, mostram Botucatu com o maior número de mortes no trânsito de todas as cidades do interior. Enquanto em todo o território paulista o número de mortes no trânsito caiu 8% na comparação com o mesmo período de 2015 – a meta é reduzir em 50% até 2020 -, na cidade, os registros saltaram 250%, de 8 para 28 óbitos.

Para ajudar a entender melhor esses índices, o emergencista do Pronto Socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) Dr. Edson Fávero comenta esses dados. “É importante ressaltar que todos os acidentes de trânsito atendidos pelas equipes pré-hospitalares, incluindo o SAMU, Corpo de Bombeiros e Concessionárias de rodovias são encaminhados protocolarmente à Sala de Emergência do HC. Além disso, somos referência para mais de 65 municípios da região quando há necessidade de encaminhamento para cuidados especializados que este hospital é destinado a oferecer”, diz.

O índice de Botucatu acaba sendo mais alto por absorver os índices dos 65 munícipios que o HCFMB atende, além de somar também os acidentes ocorridos em rodovias próximas à nossa cidade.

O atendimento às vítimas de acidente de trânsito é realizado na sala de emergência do HCFMB pelas equipes de emergência em tempo integral, 24 horas por dia. Havendo necessidade de complementação terapêutica, a equipe dispõe dos recursos do Hospital, que conta com mais de 90 especialidades, como diagnóstico por imagem, centro cirúrgico, terapia intensiva e Hemocentro.

Dr. Edson explica que, em 2016, já foram realizados cerca de 120 mil atendimentos nas unidades de urgência e emergência do HCFMB. “Desses atendimentos, 700 foram relacionados à acidentes de trânsito, incluindo atendimentos encaminhados de outras cidades.  Em julho, por exemplo, dos 17 mil atendimentos realizados, 103 foram vítimas de trânsito. Com base nesses dados, verificamos que os acidentes de trânsito respondem por menos de 1% de todos os atendimentos”, afirma.

O HCFMB investe em formação e treinamento para atender cada vez melhor as vítimas de acidentes de trânsito. “As pessoas devem se conscientizar que precisamos de um trânsito seguro, e não abusar do álcool ao volante. A conscientização e educação no trânsito podem reduzir esses índices”, afirma Dr. Edson.

Com Assessoria de Imprensa

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes