Botucatu: Após vandalismo, GCM e PM deverão intensificar patrulhamento quanto aos malabares e vendedores em semáforos

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Após três pessoas, dois homens e uma mulher, que fazem malabares e vendem produtos em semáforos, terem sido flagrados pichando um muro no Centro de Botucatu, no último sábado, 11, na região da Praça Anita Garibaldi, a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar irão intensificar o patrulhamento.

Ao Jornal Leia Notícias, o Secretário Municipal de Segurança, Marcelo Emílio, adiantou que o patrulhamento ficará atento. “Iremos conversar com o comando da Polícia Militar, para que, em função, principalmente, do ocorrido do vandalismo, possamos intensificar o patrulhamento”, explicou.

O Secretário destacou que a ação dos malabares não é ilegal, mas também precisa ser fiscalizada. “A arte deles nos semáforos não pode e não será proibida, mas será feito todo um levantamento do que e como está sendo feito. Os motoristas não podem ser coagidos para dar dinheiro, eles não podem gerar insegurança. Os malabares não podem utilizar instrumentos cortantes, como facas, ou fogo nessas apresentações, que colocam em risco o próprio artista de rua, mas como também os motoristas”, explicou. “Aqueles que ficam no semáforo, limpando os vidros dos carros, não podem ir jogando água sem autorização do motorista e depois exigir o pagamento. Tudo isso será acompanhado”, completou.

Qualquer cidadão que se sentir ameaçado, constrangido ou intimidado pela ação dessas pessoas em semáforos deve entrar em contato com a Polícia Militar ou com a Guarda Civil Municipal, através do 190 e 199, respectivamente, e fazer a denúncia.



LEIA MAIS: Botucatu: Malabaristas de semáforo são detidos por pichação no Centro

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes