Botucatu: Após mais de 300 demissões da Caio, Sindicato faz votação entre funcionários para propor acordo que garanta empregos

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Após a demissão de aproximadamente 320 funcionários pelo Grupo Caio Induscar, em Botucatu, nesta semana, o Sindicato dos Metalúrgicos realizará uma votação entre os trabalhadores para propor um acordo a empresa e parar com os cortes, neste momento, que estão ocorrendo em função da pandemia da Covid-19, que prejudicou o Plano de Produção da empresa.

Segundo o presidente do Sindicato, Cláudio Beiço, a votação entre os funcionários ocorrerá na quinta e sexta-feira, na própria empresa, com voto secreto. Todos os trabalhadores, associados ou não do Sindicato, devem participar.

Abaixo a íntegra da proposta apresentada pelo Sindicato dos Metalúrgicos aos trabalhadores, para votação:

Comunicado aos Colaboradores da Caio Induscar

Proposta de Acordo, pontos principais:

  • # Garantia de emprego até 30 de novembro
  • # Aderir a MP 936, nos meses de Junho e Julho
  • # 50% dos colaboradores em Lay Off  (Suspensão dos Contratos de Trabalho).
  • # 50% dos colaboradores Trabalhando sem reduções
  • # Haverá um revezamento entre os colaboradores nos messes de Junho e Julho, quem está em Lay Off no mês de Junho, volta para o trabalho no mês de Julho
  • # Lay Off, a Caio paga 30% dos salários e o governo paga 70% do valor do seguro desemprego que o funcionário tem direito.
  • # Colaboradores que estão no grupo de risco e aposentados no grupo de risco, vão ficar 60 dias em Lay Off.
  • # Colaboradores do CPA, não vão aderir em Junho o acordo, seguem trabalhando normal
  • # A partir de 08 de Agosto, qdo a MP 936 perde a validade, um novo acordo, redução de salários e jornada de 40%
  • # Cargos de Coordenação, Gerência e Diretoria, redução de 20%   nos salários, desde junho

“Conseguimos que os dias que os colaboradores estão devendo para a Caio, seja compensado somente a partir do ano que vem, nos feriados deste ano todos vão poder descansar.

Neste período do acordo, o Sindicato não vai descontar a mensalidade dos associados.

O Sindicato entende que a proposta é viável, e garante os empregos até 30 de novembro, onde acreditamos que, em meados de outubro, ocorra uma melhora no Plano de Produção da Empresa.

Precisamos da opinião de todos os colaboradores, para que possamos juntos decidir o que é melhor para a categoria, não deixem de votar, a votação será na quinta e sexta feira.”

destacou Cláudio Beiço, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos


Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes