Botucatu: Vereadores aprovam por unanimidade Nome de Rua e alteração na Lei Orçamentária de 2021

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Na noite desta segunda-feira, 14 de dezembro, os vereadores da Câmara Municipal de Botucatu aprovaram por deliberação remota os dois projetos que estavam na pauta das sessões Ordinária e Extraordinária.

Logo no início dos trabalhos, após a leitura do voto de pesar pelo falecimento do prefeito de Pardinho, Dito Rocha, os vereadores fizeram um minuto de silêncio. Também em respeito e como forma de homenagear o político, companheiro de partido e amigo pessoal de alguns vereadores, o vereador Sargento Laudo solicitou a supressão do Grande Expediente. O pedido foi referendado pelo plenário virtual, com o voto contrário do vereador Abelardo, que foi o único a usar seu tempo no Pequeno Expediente para comentar as matérias apresentadas.

Na Ordem do Dia, com a aprovação unânime do PL 80, de iniciativa do vereador Izaias Colino, agora a antiga Rua 27 do Loteamento Vida Nova Botucatu passa a se chamar Gabriel Borges Teófilo.

Na Sessão Extraordinária, o Projeto de Lei 90/2020, de autoria do Executivo, também foi aprovado por unanimidade. Ele altera artigos da LOA, a Lei do Orçamento Anual de 2021.

Demandas de mobilidade são destaque no Pequeno Expediente

O Pequeno expediente da sessão Ordinária teve a aprovação de 11 requerimentos solicitando demandas de diversas naturezas. O tema mobilidade urbana apareceu em seis deles. São solicitações de investimento em infraestrutura como construção de rotatórias para melhorar a fluidez do trânsito e a segurança da população, implantação de redutor de velocidade e delimitação de vagas rotativas de estacionamento ou de um local para os motoristas de aplicativo de transporte de passageiros aguardarem chamadas no centro da cidade.

Houve, ainda, as propostas de que a Prefeitura estude implantar outra via de ligação entre o Rio Bonito Campo e Náutica e a Vila Real de Barra Bonita (Bairro da Mina), evitando a obrigatoriedade de trafegar pela Rodovia Geraldo de Barros e que seja incluída, no edital da próxima licitação envolvendo o transporte coletivo de Botucatu, cláusula determinando que as empresas concorrentes disponibilizem, no mínimo, dois ônibus elétricos em suas frotas.

Todos os documentos e projetos deliberados pelo plenário podem ser acessados na íntegra no site da Câmara, na aba “busca de proposituras”. A íntegra dos trabalhos da noite é reprisada na programação da TV Câmara e também fica disponível no facebook e no youtube da Câmara Municipal de Botucatu.

Noticias Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes