Botucatu: Sindicato dos Professores identifica 4 profissionais da Rede Estadual infectados pela Covid na Cidade

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Quatro trabalhadores da educação na rede estadual de ensino foram infectados com a covid-19 em Botucatu. É o que aponta levantamento do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), realizado desde o final de janeiro entre professores e demais profissionais vinculados ao sistema paulista.

Em Botucatu, casos do novo coronavírus em profissionais da educação paulista foram identificados nas Escolas Estadual Álvaro José de Souza, onde uma funcionária está infectada; na Américo Virgínio dos Santos, com duas professoras positivas à Covid-19; e na Francisco Guedelha, onde um  professor veio a  óbito no início do mês.

As aulas na rede estadual voltaram de forma presencial em 8 de fevereiro, mesmo com a região de Botucatu classificada na Fase 1 (Vermelha) do Plano São Paulo de combate à Covid-19. A rede estadual de ensino concentra, no município, mais de 8.890 alunos no Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos em 13 escolas. Além disso, são 1.090 profissionais do setor entre professores e demais servidores de suporte técnico.

A infecção desses profissionais foi confirmada pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc) que, por meio de nota oficial, ressalta que em “uma das escolas citadas há dois casos confirmados e que as unidades são acompanhadas pela Vigilância de Saúde”. No entanto, o governo paulista não informou qual dos estabelecimentos de ensino está com o caso adicional.

A secretaria ressaltou que tem seguido todos os protocolos definidos por autoridades de saúde e que tem preservado a segurança dos professores, servidores e alunos.

Por fim, não chegou a informar se os profissionais estavam em atividades anteriores nas escolas ou se as mesmas foram fechadas. Salientou, no entanto, que tem orientado que servidores e estudantes “sejam afastados ao comunicarem os sintomas e aguardem os resultados em casa, respeitando a quarentena. Os casos confirmados também são acompanhados pelo Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para Covid-19 da Seduc SP (SIMED), criado para monitorar os casos suspeitos e confirmados de coronavírus entre alunos, professores e funcionários das unidades escolares de todo o estado de São Paulo”.

Procurada, a Apeoesp em Botucatu não se manifestou até o fechamento da edição. A lista completa pode ser acessada no site do sindicato (www.apeoesp.org.br).

Flávio Fogueral – Jornal Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes