Botucatu: Sem feiras e eventos, artesãos da cidade lutam para sobreviver e manter produção dos produtos

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Assim como a maioria das atividades da economia autônoma, a situação dos artesãos também sofre com os impactos causados pela pandemia da Covid-19. Sem a realização de feiras, como a tradicional feira na Praça do Bosque (que reunia cerca de 30 artesão nos primeiros e segundos sábados do mês) ou sem as vendas nas festas da cidade, trabalhadoras e trabalhadores do ramo tentam se reinventar em meio à crise, em Botucatu.

” Antes da Pandemia, no primeiro ou segundo sábado do mês havia a Feira do Artesanato na Praça do Bosque. Participávamos também das festas nos bairros, como a Festa da Mandioca, do Milho, Aniversário de Botucatu e Festa de Santana. A Casa do Artesão, que conta com apoio da Secretaria de Turismo, também está fechada assim como a nossa loja. Com todos esses obstáculos, está muito difícil para muitos artesãos sobreviverem “.

José Roberto pimentel camargo; coordenador da casa do artesão de botucatu

José Roberto, que é coordenador da Casa do Artesão de Botucatu, contou para o Leia Notícias que são cerca 300 artesãos de Botucatu e região prejudicados pela pandemia que já dura mais de um ano

De acordo com José Roberto, 60% dos trabalhadores criativos da cidade vivem exclusivamente do artesanato e estão lutando para sobreviver e manter a produção dos seus artesanatos.

” Cada peça é única e exclusiva. Existem produtos mais simples, até os mais elaborados. Há artesanatos mais modernos e outros do “tempo da vovó”, como é o caso dos panos de prato pintados à mão ou que são bordados e levam apliques de crochê. É uma tradição que não pode acabar”

JOSÉ ROBERTO PIMENTEL CAMARGO; COORDENADOR DA CASA DO ARTESÃO DE BOTUCATU

Para ajudar os artesãos a driblar a crise, José Roberto conta que a solução e render-se a internet para ofertar os produtos.

” Vamos movimentar nossa página no Facebook com os produtos de casa artesão. A ideia é que a população apoie, divulgue e compre para ajudar nossos artistas manuais”

JOSÉ ROBERTO PIMENTEL CAMARGO; COORDENADOR DA CASA DO ARTESÃO DE BOTUCATU

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes