Botucatu registra nova queda nas internações por Covid após vacinação em massa; redução foi de 77%

Botucatu (SP) registrou no domingo (25) uma redução de 77% no número de internações em UTIs ou enfermarias da cidade por causa da Covid-19 mais de dois meses depois da vacinação em massa. A cidade faz parte da pesquisa sobre a efetividade da vacina Oxford/AstraZeneca.

No dia 2 de junho, a cidade registrava um pico de internações com 97 moradores em UTIs ou enfermarias. Após 55 dias, este número caiu para 22 pacientes internados (queda de 77%) no domingo. Confira no quadro abaixo:

  • 2 de junho: 97 internados (pico)
  • 4 de julho: 45 internados
  • 9 de julho: 39 internados
  • 17 de julho: 27 internados
  • 25 de julho: 22 internados

No dia 17 de julho, o município já havia anunciado a queda expressiva de 72% no número de pacientes internados com coronavírus.

Vacinação em massa em Botucatu volta a derrubar índice de internações por Covid

Vacinação em massa em Botucatu volta a derrubar índice de internações por Covid

Já com relação ao número de casos diários, após quatro semanas seguidas de queda nos registros, os números começaram a apresentar estabilidade há três semanas, com leve alta – a média diária passou de 19 para 20 casos semanais.

Mesmo assim, Botucatu já registra após a ação de vacinação em massa, uma redução de 85,8% na média diária de novas notificações em relação ao pico de registros, que aconteceu do dia 6 a 12 de junho. Confira a evolução abaixo:

  • 16 de maio a 22 de maio: 92 casos por dia (média)
  • 23 de maio a 29 de maio: 91 casos por dia
  • 30 de maio a 5 de junho: 93 casos por dia
  • 6 de junho a 12 de junho: 141 casos por dia (pico)
  • 13 de junho a 19 de junho: 73 casos por dia
  • 20 de junho a 26 de junho: 40 casos por dia
  • 27 de junho a 7 de julho: 27 casos por dia
  • 04 de julho a 10 de julho: 19 casos por dia
  • 11 de julho a 17 de julho: 20 casos por dia
  • 18 de julho a 24 de julho: 20 casos por dia (média)

Conforme a avaliação de Carlos Fortaleza, professor da Unesp e coordenador da pesquisa, as quedas nos índices de casos têm apresentado como consequência a redução das internações dos pacientes, o que ameniza o risco de um colapso no sistema hospitalar.

De acordo com o pesquisador, a queda seguiu a expectativa inicial de que, a partir da segunda quinzena de junho, os registros de novos casos iriam começar a cair, o que realmente vem acontecendo.

83% da população com a 1ª dose

Pesquisadores que acompanham o estudo de efetividade da vacina veem essa queda pela terceira semana consecutiva já como reflexo da primeira dose da Oxford/AstraZeneca, mas o acompanhamento dos números pode reforçar essa relação.

O uso de máscara e o distanciamento social devem continuar sendo respeitados. De acordo com a prefeitura, assim como na primeira etapa, as ações de vacinação com a segunda dose vão acontecer nos dias 8 e 14 de agosto.

Os moradores que receberam a primeira dose no dia 16 de maio devem completar a imunização no dia 8 de agosto, que será um domingo. Já as pessoas que receberam o imunizante no dia 22 de maio devem tomar a segunda dose no dia 14 de agosto, sábado.

Botucatu permanece no primeiro lugar no número relativo de doses aplicadas no estado de São Paulo, segundo dados do Vacinômetro. Dos cerca de 148 mil habitantes, 123.705 receberam a primeira dose, o que equivale a 83,6% da população geral. A população adulta, porém, está basicamente toda vacinada, de acordo com a prefeitura.

Fonte: G1

Scroll Up