Botucatu: Região celebra N. Sr.ª dos Navegantes

Neste final de semana, Ibitinga e Botucatu farão festas em homenagem à Nossa Senhora dos Navegantes, considerada a padroeira dos pescadores e marinheiros. A programação nos dois municípios inclui missas, carreatas e procissões de barco, além de almoço, shows de prêmios e apresentações musicais.

Em Botucatu (100 quilômetros de Bauru), a festa será realizada no bairro rural Rio Bonito e terá início no sábado (1), a partir das 11h, com procissão de barco pelo rio Tietê que contará com a imagem da santa. As embarcações sairão da orla turística com destino ao Alvorada da Barra.

No domingo (2), a programação começa às 9h30. Uma carreata com a imagem da religiosa sairá da capela e percorrerá todo o bairro. Às 10h30, será celebrada missa na orla turística e, às 12h, terá início o almoço com música ao vivo, brincadeiras para as crianças e show de prêmios.

Em Ibitinga (90 quilômetros de Bauru), a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, considerada uma das mais tradicionais festas de turismo religioso da região, será no domingo (2), a partir das 8h30, às margens do Rio Jacaré-Guaçu, com a previsão de atrair cerca de 4 mil pessoas.

A programação festiva inclui shows, praça de alimentação e até o sorteio de um barco de alumínio de seis metros, que vale para quem adquirir um ‘vale espetinho de carne’. A programação religiosa contará com missa e a tradicional procissão náutica, que terá início a partir das 9h30.

“Terá quermesse com diversas barracas de alimentação oferecendo comidas típicas e bebidas e parte do dinheiro obtido com as vendas será revertida ao Fundo Social de Solidariedade, bem como à Santa Casa de Ibitinga”, explica Marcus Amaral, coordenador de turismo do município.

Quem é a santa?

Nossa Senhora dos Navegantes é considerada a padroeira dos navegantes e viajantes. A santa, na religião cristã, passa a receber pedidos de intercessão durante as travessias de embarcações na Idade Média, sobretudo na época das Cruzadas, quando os portugueses e espanhóis cruzavam o mar Mediterrâneo rumo à Palestina. No Brasil, a devoção tem início com os primeiros colonizadores portugueses. Os pescadores faziam orações à Nossa Senhora dos Navegantes antes de irem para o mar buscar o sustento da família

Fonte: Jcnet

Scroll Up