Botucatu: Rede particular de saúde atinge ocupação máxima da UTI Covid

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A rede privada de saúde de Botucatu atingiu na quarta-feira, 3 de março, sua capacidade máxima de atendimento em leitos de terapia intensiva para a covid-19. Conforme divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, todas as dez vagas existentes no sistema particular estão ocupados.

Não há ainda um posicionamento oficial da rede privada de saúde se haverá aumento de tais leitos em seu hospital existente na Vila Assumpção. Cogita-se do uso do prédio da Misericórdia Botucatuense para suprir esta demanda. A rede privada é considerada uma retaguarda para atendimento na Cidade em caso do sistema público ficar saturado. Prefeitura possui contrato de uso das dependências em caráter emergencial.

Além disso, o Hospital das Clínicas de Botucatu (HCFMB), que é vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS) apresenta há mais de um mês a total ocupação de seus 30 leitos UTI exclusivos ao novo coronavírus. Nesta semana os índices foram de 110%, sendo necessária a abertura de mais três espaços emergenciais também em uso.

Botucatu possui, neste momento, 50 pessoas internadas para tratamento em hospitais. Desse total, 38 já são confirmadas ao novo coronavírus.

Como forma emergencial para desafogar o sistema, a Secretaria Municipal de Saúde tem estruturado o Hospital Sorocabana para receber pacientes em leitos semi-intensivos.

Por Flávio Fogueral

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes