Botucatu realizará campanha de coleta de inservíveis na próxima semana para reduzir risco de dengue

No final da próxima se­mana, a Prefeitura de Botucatu vai iniciar uma grande operação para fa­vorecer o munícipe que tem material inservível, principalmente nos quin­tais, que podem acumular água e facilitar a repro­dução de Aedes aegytpi, mosquito transmissor da dengue, febre amarela urbana e chiukungunya, entre outras doenças endêmicas, que atingem a região e boa parte do Brasil. Caminhões da Pre­feitura e de empresas co­laboradoras vão percor­rer os bairros da cidade retirando esse entulho.

A intenção da adminis­tração é reduzir o risco de epidemia no verão deste ano. Conforme informam os biólogos e médicos sanitaristas, os ovos do mosquito da dengue são resistentes e podem eclodir meses depois de desovado em pratos, vasilhas de ani­mais de estimação, calhas e objetos que acumulem água, principalmente nos quintais.

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), as se­cretarias de Saúde, Edu­cação, Zeladoria e Infra­estrutura, e instituições públicas do Estado, estão mobilizadas no trabalho. “Nesta semana tivemos uma reunião de planeja­mento com a equipe da Vigilância. Ainda não foi definido o trecho de reco­lhimento do material in­servível. Ainda não temos o local que atuaremos nos dias 2, 3 e 4, ponto que está sendo estabelecido pela equipe da VAS, es­pecialmente nas regiões onde existem as maio­res densidades larvárias identificadas pela Vigilân­cia”, afirmou Paulo Sérgio Alves, da Zeladoria.

No final da semana passada, a Secretaria de Infraestrutura retirou dezenas de caminhões com entulho em diversos pontos da região Leste, começando na Cohab I e encerrando a mobili­zação na Cohab IV. “Foi uma campanha progra­mada para retirar entu­lho e material inservível que estavam em locais públicos, como calçadas e terrenos, e também de pessoas que solicitaram na Secretaria de Obras a retirada de alguns mó­veis e eletrodomésticos”, salientou o Secretário de Infraestrutura, André Peres. “Esse trabalho de limpeza urbana vai ocor­rer nos dias 2, 3 e 4 de maio, em local que da­remos ampla divulgação nos próximos dias. Essa campanha, segundo a in­tenção do Prefeito Mário Pardini, deve ser realiza­da pelo menos duas vezes por mês, a cada quinze dias. A nossa administra­ção está preocupada em reduzir os riscos de uma epidemia ou pandemia, como ocorre em algumas cidades da região, como Bauru, onde são mais de 14 mil casos de pessoas doentes com dengue”, sa­lientou Peres.

Jornal Leia Notícias por Haroldo Amaral