18 de junho, 2024

Últimas:

Botucatu: Projeto sobre Mapas em parceria com a Unicamp é concluído na Emefi Hernâni Donato

Anúncios

Ao longo de março, abril e maio foram desenvolvidas diversas etapas do projeto Geo-escola na Escola Municipal de Ensino Integral (Emefi) Hernâni Donato que está sob direção da professora Bruna Silva de Lima Borgato e sob coordenação pedagógica da professora Eunice Pedro dos Santos.

O projeto teve como objetivo introduzir o ensino de Geologia e Cartografia para os alunos dos quartos e quintos anos do ensino fundamental I e foi anexado ao projeto político pedagógico da escola.

Anúncios

A proposta educativa faz parte da tese de doutorado do geólogo Danilo Furlan Amendola, estudante do programa de pós-graduação Ensino e História de Ciências da Terra, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e foi planejada para as turmas dos quartos e quintos. Todas as etapas foram desenvolvidas por Danilo durante as aulas de Experiências em Ciências da Natureza, em parceria com o professor Vinícius Nunes Alves, responsável pelo componente curricular.

As crianças tiveram palestras interativas abordando definição, importância e tipos de mapas (geológico, hidrológico, ciclo da água, urbano com pontos turísticos,…), bem como elementos fundamentais de qualquer mapa, como escala, rosa dos ventos, legenda e outros. Também tiveram oportunidade de colocar em prática os conceitos com jogo de memória, jogo dos sete erros, desenho e pintura do mapa da escola e do mapa da trilha ecológica que liga a escola e a Floresta Estadual de Botucatu (FEB).

Anúncios

O geólogo Danilo Amendola comentou que “as experiências foram não só uma possibilidade de aplicação prática do meu projeto de doutoramento desenvolvido na Unicamp, como também uma vivência escolar única em que pude acompanhar a compreensão do conhecimento demonstrado pelos pequenos. Não foi uma surpresa para mim, mas sim um fator encorajador para a realização de projetos análogos no futuro”. Para o professor Vinícius Alves, “esse projeto rendeu aulas dinâmicas com aprendizado evidente, os mapas elaborados pelos alunos trabalharam as noções de espaço, direção, legenda, sem contar que os mapas são em si objetos de estudo interdisciplinares. Com os mapas podemos testar o que alguns autores da literatura especializada sugerem – começar um tema a partir da geografia e dela estender para conteúdos de outras áreas como ciências, português e matemática”.

Fonte: PMB – Foto: Divulgação

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios O Governo de São Paulo prorrogou, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Campanha Nacional de...

Categorias