Botucatu: Prefeitura pode romper contrato com responsável pela obra da nova Ponte da Rafael Sampaio. Empresa fala em falta de pagamento

Última estrutura a ser reconstruída após a enchente de fevereiro de 2020, a ponte da Rua Rafael Sampaio, no Centro de Botucatu, tem enfrentado atrasos e imbróglios entre a Prefeitura e a empresa responsável pela obra, a Alcalá Engenharia, de Ribeirão Preto. A mais recente pendência pode provocar o rompimento do contrato entre as partes.

A estrutura está em sua fase de acabamento, com as fundações e vigas já prontas. Falta a concretagem, nivelamento das cabeceiras e asfalto. A previsão inicial era que a obra estivesse concluída até dezembro do ano passado.

No entanto, houve problemas relativos à execução da obra pela Alcalá Engenharia, empresa contratada no processo licitatório. O mais recente foi quanto à entrega de aço para a realização da concretagem da estrutura. O prazo vence no domingo, 27 de junho.

“Acabou a tolerância com a empresa. Conversei com o dono da empresa na semana passada e se o aço não chegar para se fazer a armação e a concretagem tiver início, rescindimos o contrato. Tentamos compreender as dificuldades e ajudar a empresa, mas ela tem demonstrado pouca vontade para terminar. Está com mais de 60 dias de atraso”, disse o prefeito Mário Pardini, em entrevista a uma rádio local.

Segundo o prefeito, a empresa responsável pela obra será notificada e, caso o contrato seja rompido, há a possibilidade de que os trabalhos finais da ponte sejam feitos por funcionários da Secretaria de Infraestrutura. “Ela (a ponte) era para ter sido entregue há três meses. O contrato se encerra em julho e a empresa já pediu aditivo de prazo. Se ela não iniciar a concretagem até o dia 27, não será viabilizado esse aditivo. Não será essa ponte que atrasará nosso cronograma de obras de recuperação da cidade após a chuva”, completou.

A obra está orçada em R$ 1,174 milhão, viabilizada por meio de convênio firmado com a Defesa Civil do Estado. A forte chuva de 10 de fevereiro danificou mais de 40 pontes nas áreas urbana e rural da Cidade.
Há um mês a ponte da Rua dos Costas foi liberada para o tráfego, restando apenas a da Rafael Sampaio – completamente destruída – a ser concluída. A estrutura liga diretamente parte dos bairros Boa Vista, Bairro Alto e outras regiões da região Leste ao Centro.

Em contato com a Alcala, a empresa ressaltou que a obra está com mais de 80% de conclusão, sem atrasos.
No entanto, frisou que dos 14 meses de execução do serviço, apenas quatro foram quitados pelo Poder Público. Não informou sobre o cumprimento na entrega do aço para a concretagem. Quanto a possível rescisão, o jurídico analisa a situação.

Jornal Leia Notícias – Flávio Fogueral

Últimas

Botucatu: Obituário 3 de agosto

03 ago 2021

Antônio Sérgio Dias Justimiano- 57 anos Sepultamento 03/08/21 às 13h no Cemitério Portal das Cruzes Velório...

Categorias

Scroll Up