22 de junho, 2024

Últimas:

Botucatu: Prefeitura negocia possível compra do prédio do Banco do Brasil na Amando de Barros

Anúncios

Desocupado em meados de abril, o prédio que abrigou a agência do Banco do Brasil na Praça Emílio Pedutti (Bosque) poderá voltar a abrigar parte da Prefeitura de Botucatu. Este é o desejo do Poder Público que, segundo informações divulgadas por uma rádio local, teria iniciado conversas para negociar a compra do imóvel, colocado a leilão por R$ 2 milhões.

O antigo prédio foi desocupado em 19 de abril, quando a empresa estatal anunciou o encerramento das atividades devido a uma reestruturação operacional. Outra agência está a menos de 100 metros de distância, na Rua Amando de Barros. Anteriormente, o prédio na Praça Emilio Pedutti sediou a Nossa Caixa, banco paulista vendido pelo então governador José Serra (PSDB).

Anúncios

Por estar no marco zero de Botucatu, também foi utilizado pela Prefeitura municipal até 1977, quando foi transferida para o atual prédio, na Praça XV de Novembro, por iniciativa do então prefeito Plínio Paganini.

Sua localização pode ser um fator determinante para a aquisição do imóvel. O empecilho é o valor, que tem lance inicial de R$ 2 milhões no leilão previsto para julho. Conforme apurado, a ideia é negociar prestações que seriam pagas com os aluguéis de imóveis para abrigar serviços públicos e secretarias diversas.

Anúncios

O plano poderia ser uma nova estratégia do projeto “Aluguel Zero”, instituído no primeiro mandato do prefeito Mário Pardini (PSDB) e que, conforme divulgado à época, pretendia economizar R$ 1,03 milhão por ano com o pagamento de aluguéis. Segundo divulgado em fevereiro de 2020, quando da ocupação das antigas oficinas da Fepasa pela Secretaria Municipal da Educação, o montante somente naquele órgão era de R$ 70 mil que eram pagos à Arquidiocese pelo antigo Seminário, na Rua Dr. Costa Leite.

À época, dos 54 departamentos que utilizavam prédios locados em 2017, 21 já foram realocados e outros 12 estão em processo de mudança para prédios próprios. Atualmente, 30 imóveis de terceiros abrigam os serviços da Prefeitura.

Em nota, o Poder Público salienta que “a compra do imóvel está em fase preliminar de avaliação por parte da Prefeitura.  Nenhuma conversa foi realizada com o banco ainda”.

Fonte: Notícias Botucatu

Talvez te interesse

Últimas

Anúncios Levantamento divulgado nesta semana pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança...

Categorias