Botucatu: Pardini revoga Decreto e suspende a Fase Vermelha do Plano SP

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

O prefeito Mário Pardini (PSDB) anunciou, no início da tarde deste domingo, 7 de fevereiro, que revoga o Decreto e suspende a Fase Vermelha do Plano São Paulo de combate a Covid-19 em Botucatu.

A Fase Vermelha impede que atividades classificadas pelo governo paulista como não essenciais possam atender ao público. O anúncio do prefeito ocorreu em sua página oficial no Facebook, dois dias depois que a região do Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS-VI) foi mantida nesta fase.

Segundo o prefeito, a motivação para a suspensão seria o resultado obtido pela cidade no combate a Pandemia. “O esforço de toda a população e as medidas de restrição de circulação somadas a ampliação do número de leitos conquistada ao longo desta última semana foram fundamentais para que possamos iniciar uma nova transição, com a retomada das atividades consideradas não essenciais de maneira segura e responsável”, salientou Pardini.

Nos últimos dias, segundo ele, houve a redução no número de casos positivos em comparação com janeiro.  “Isso faz com que hoje figuremos entre as 5 cidades com a menor taxa de mortalidade por COVID – 19 num seleto grupo de municípios acima de 100.000 habitantes de nosso Estado e uma das menores taxas de letalidade do país, entre as 3 menores do Estado”, salientou.

Frisou que a vacinação em Botucatu, que já contemplou mais de 6400 pessoas, proporcionará maior segurança para a retomada das atividades essenciais.

“Avançamos com o programa de imunização, ontem, vacinando os idosos acima de 90 anos de idade e já na próxima semana, iniciaremos a vacinação dos idosos acima de 85 anos. Isso também nos dá a segurança de que em pouco tempo, reduziremos os casos mais graves da doença, reduzindo também a pressão pela ocupação dos leitos hospitalares, em especial leitos de UTI”, disse Pardini.

Atualmente o Hospital das Clínicas de Botucatu, vinculado ao SUS, está com 103% de sua capacidade de 30 leitos, tendo aberto mais dois espaços emergenciais. Na rede privada, o índice é de 70% dos dez leitos disponíveis.

“Nossas decisões sempre serão consequência da análise do cenário epidemiológico com o único intuito de proteger as pessoas evitando um colapso dos sistemas público e privado de saúde em nosso município, onde “exportar” pacientes a outras cidades e até regiões passa a ser a solução mais fácil e cômoda para o gestor público. Isso faremos de tudo para que não ocorra aqui”, salientou o prefeito.

“Temos um dos maiores e mais eficientes programas de testagem do Brasil, o que faz com que diagnostiquemos mais. Envolvemos as forças de segurança num projeto piloto em todo país para que as pessoas positivas e, portanto com a doença ativa, cumpram quarentena, garantindo um controle maior sobre a transmissão do vírus. Abrimos leitos municipais exclusivos para atendimento dos cidadãos de Botucatu e ainda, fomos a primeira cidade no Centro Oeste Paulista a firmar convênio para contratação de leitos particulares para atendimento de pacientes do SUS, alternativa graças a DEUS ainda não utilizada”, completou Pardini.

Porém, até o momento, não foi confirmado qual Fase Botucatu deve seguir e o que poderá funcionar na Cidade.

Notícias Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes