Botucatu: Para não ir para a Fase Vermelha, prefeitos pedem habilitação de 40 leitos na região de Bauru

Prefeitos das regiões Botucatu, Bauru, Lins, Avaré e Jaú estão preocupados com os riscos de retorno para a Fase Vermelha no Plano São Paulo, na gestão da Covid-19 Estadual, mesmo existindo recursos hospitalares a serem habilitados na região.

Na última quarta-feira, 20, prefeitos das cidades polos regionais de saúde, além de Lençóis Paulista e São Manuel, estiveram reunidos em Botucatu, no Gabinete de Mário Pardini, analisando o quadro regional e os recursos existentes nas principais cidades para enfrentamento da Covid.

Eles discutiram o avanço da pandemia nas cidades da região, observaram a resistência de setores da comunidade e também os recursos de capacidade de internação existentes e as novas habilitações de leitos hospitalares. Foi observado que a região do DRS ainda tem aproximadamente 40 leitos em condições de abrigar pacientes.

“A reunião não foi para discutir a Fase vermelha, mas discutir a possibilidade do Governo de São Paulo habilitar os 40 leitos que o Governador João Doria anunciou durante a cerimônia de vacinação na segunda-feira, durante a vacinação iniciada no Hospital das Clínicas”, afirmou Mário Pardini.

Segundo levantamento dos prefeitos, o Estado tem condições de habilitar 40 leitos na região para atendimento contra a Covid-19 e desejam que isso ocorra antes do anúncio desta sexta-feira, 22, da reclassificação do Plano SP.

De acordo com o entendimento dos prefeitos, se as cidades tiverem o reforço anunciado por Doria, com os novos leitos autorizados pelo Estado, as cidades se manteriam na Fase Laranja e com condições de oferecer assistência de saúde.

Segundo declarações de Pardini, os 40 leitos divididos nas principais cidades da região, poderiam fortalecer a proteção em relação à assistência hospitalar e clínica e facilitar os indicadores para manter a região na Fase Laranja. O Prefeito contou que existem leitos para ser habilitados em Bauru, Lins, Jaú, além de Botucatu.

“Nossa preocupação é que o Governo o Estado faça nova reclassificação sem habilitar esses leitos, que foram anunciados em Botucatu. Por exemplo, temos 10 leitos para habilitar em Bauru, 10 de Jaú, 5 leitos em Botucatu, que são as 150 diárias de UTI que a Prefeitura conveniou com Unimed, entre outros”

Em reunião ontem, 21, com o Secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marcos Vinholi, participaram os prefeitos Mário Pardini, de Botucatu; Suelen Rosin, de Bauru; Jô Silvestre, de Avaré; Ivan Silvério, de Jaú; Anderson Prado, de Lençóis Paulista; Dr João Pandolfi, de Lins e de São Manuel, Ricardo Salaro.

“Todos os prefeitos se organizaram e conversaram com o Governo, para que antecipe a habilitação desses leitos hospitalares e depois estabeleça uma nova reclassificação do plano São Paulo”, disse o prefeito.

Segundo Pardini, “com esses 40 leitos nos manteríamos na Fase Laranja, que acabamos de entrar”, e para isso é necessário apenas habilitar os leitos anunciados em Botucatu, no inicio da semana. “Ninguém está sendo irresponsável. Ainda em Botucatu temos o Hospital Estadual, que está retomando as atividades”, observou.

Haroldo Amaral – Jornal Leia Notícias

Scroll Up