Botucatu: Mulher em situação de rua não morreu por espancamento, aponta laudo

A Polícia Civil de Botucatu revelou detalhes da investigação da morte de uma mulher de 36 anos, que vivia em situação de rua, na última semana.

De acordo com o laudo necroscópico, Regina Aparecida Juvêncio, não morreu por espancamento. A vítima morreu por hipotermia, embolia pulmonar e parada cardiorrespiratória, o que descarta que a mulher foi vítima de agressão física.

A Polícia também destaca que irá investigar a origem da informação sobre um possível homicídio. De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado após a morte de Regina, familiares informaram que a vítima havia sido espancada e levada para o Pronto Socorro do HC, onde o óbito foi confirmado.

Leia Notícias