Botucatu: Morre o policial civil Rossi, investigador aposentado da DISE. Forças de Segurança estão em luto na Cidade

A Polícia Civil de Botucatu e região está em luto, faleceu neste domingo, 19, o policial civil Francisco Carlos Rossi, aos 62 anos, que estava internado no Hospital das Clínicas, em função de uma bactéria no sangue.

Com cerca de 30 anos atuando na Polícia Civil de Botucatu, Rossi teve destaque como investigador na Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE). Ele estava aposentado há 4 anos.

Nas redes sociais, diversos amigos, muitos deles da Polícia, e familiares, fizeram sua homenagem ao Policial Civil Rossi.

O escrivão Bruno Garzzesi fez um post para o amigo e “Grande professor”.

“Hoje me despeço de um grande Professor. Sem dúvida o maior presente que ganhei desde que entrei na Polícia Civil em 2012, a ponto de dizer que ele é como um pai para mim. Um pai que me ensina muito, sobre TUDO e não é exagero de minha parte! Só não consegue me ensinar coisas que são inerentes à sua pessoa, como inteligência muito acima da média e capacidade de memória inacreditável, por exemplo.

O Rossi é exemplo de caráter, de humildade, de hombridade, de honestidade e o simples fato de conviver com ele já nos obriga a ser como ele. Um cara que não esconde o que sente e me ensinou a ser assim também: se você ama, diga que ama. E quantas e quantas vezes eu não disse isso a ele…

Não falei mais que ele, com certeza, pois falar mais que o Rossi é tarefa impossível. Quando ele chega a gente brinca: Quem falou, falou, agora só o Rossi fala… rs.

Mas o cara é tão incrível que eu ficava ouvindo suas histórias e piadas e adorava tudo isso! Infelizmente a vida é passageira e até os melhores professores param de ensinar. Tenho certeza que esse grande professor parte com a missão cumprida por ter ensinado tanto a todos nós.

Só tenho uma coisa a dizer ao meu pai/professor: Obrigado Rossi. Sempre te disse isso! Obrigado e te amo!!!!Muita força a todos os familiares!

Obs.: Escrevi no presente, pois pessoas incríveis nunca ficam no passado…”,

postou o escrivão Garzzesi

Francisco Carlos Rossi foi sepultado nesta segunda-feira, 20, no Cemitério Jardim.

Jornal Leia Notícias

Scroll Up