Botucatu: Mensagem falsa sobre mortes de crianças deixa a população em pânico; espalhar notícia falsa durante a pandemia é crime

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Mensagens falsas foram espalhadas nas redes sociais dos moradores de Botucatu e causaram pânico nos grupos de WhatsApp. A mensagem dizia que 6 pessoas teriam morrido nesta quinta-feira (10) por Covid, sendo duas crianças.

Além da versão escrita, um áudio gravado por uma mulher, espalhava outras informações falsas como a superlotação no Hospital do Bairro e sobre a variante da Covid vinda da Índia circulando na cidade. Apesar da mensagem iniciar alertando sobre a piora do índices de contaminação na cidade, todas as outras informações são falsas, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde. A população deve sempre buscar notícias oficias sobre os dados da pandemia na cidade.

Confira a mensagem falsa que circulou nas redes sociais:

Espalhar informações falsas é crime

Na ausência de uma legislação específica que defina como crime a produção e o compartilhamento de fake news no cenário de pandemia e de ameaças à saúde coletiva, autoridades passaram a enquadrar casos à Lei de Contravenções Penais, de 1941, numa tentativa de coibir a disseminação de notícias falsas relacionadas à covid-19. O dispositivo já foi utilizado em ao menos três capitais.

O texto estabelece pena de prisão de até seis meses para quem “provocar alarma, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto” ( Com R7)

Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes