Botucatu: Fugas de blitz e abordagens policiais aumentam e colocam população em risco

Botucatu registrou um aumento nos casos de fuga e evasão de suspeitos de crimes em bloqueios e cercos de operações Policiais e GCM. Só no primeiro semestre foram divulgados pela Policia Militar seis casos e no segundo semestre já foram três. Em um dos casos uma pessoa que não era criminoso foi ferida na troca de tiros entre a Policia e o bandido.

Só nos últimos 15 dias foram dois casos, sendo o último na quinta-feira, 24, quando policiais perseguiram um carro a partir da Avenida Conde de Serra Negra, esquina com a Rua Henrique Reis, entre a Vila Maria e o Jardim Peabiru.

Policiais suspeitaram de uma dupla que estava em um veiculo que empreendeu fuga na aproximação dos policiais.

Os motoristas que estavam no Astra/GM portavam drogas e, para evitar a prisão, os acusados de tráfico decidiram empreender fuga pelas ruas do setor Leste da cidade. Uma grande operação foi feita para deter as duas pessoas.

Há alguns dias houve perseguição e prisão de rapazes que tentaram aplicar o golpe da venda de carro roubado em Botucatu, também na região Leste, e um deles chegou a sequestrar e balear um taxista, no tórax, durante a fuga.

Também em Agosto ocorreu um caso de fuga de um traficante em uma moto na região da Vila Jaú. Os policiais prenderam uma pessoa e outra conseguiu fugir.

Esse tipo de comportamento amplia a sensação de insegurança na cidade. Policiais e criminosos podem trocar tiros, colocando além dos protagonistas envolvidos no caso em risco de morte, como também cidadãos que estejam nas proximidades, seja em calçada, atravessando vias publicas e se houver troca de tiros, até dentro de casa.

Foi o que aconteceu com o taxista, que por alguns momentos foi refém de um criminoso da região de Osasco, na troca de tiros com a Policia Rodoviária, há cerca de 20 dias, na Rodovia Castelo Branco, próximo ao posto de Pedágio.

Já ocorreram tentativas de fuga a bloqueios e ordens de parar de policiais militares no centro da cidade, na região Sul, Leste e Norte.

Oficiais da Policia Militar e GCM de Botucatu foram procurados para comentar esse aumento de tentativas de fugas em cercos policiais, mas não foram localizados em seus telefones.

Fonte: Jornal Leia Notícias