28 fevereiro, 2024

Últimas:

Botucatu está entre os municípios com as maiores incidências de queimadas

Anúncios

Botucatu está entre os municípios que registram as maiores incidências de queimadas, de acordo com o sistema de monitoramento da ISA CTEEP, líder no setor de transmissão de energia do País.

Neste período de tempo seco, a companhia intensifica os esforços, uma vez que as queimadas representam a segunda maior causa de desligamentos forçados na rede de transmissão de energia elétrica. 

Anúncios

As ações da companhia incluem a realização de campanhas de conscientização e roçada de vegetação em seus terrenos – medidas que em 2022 contaram com o investimento de R$ 34 milhões. 

No Brasil, em 2022, as queimadas foram a segunda maior causa de desligamentos forçados na rede de transmissão de energia elétrica, de acordo com levantamento realizado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS). Diante desse cenário, a ISA CTEEP, líder no setor de transmissão de energia do País, em 2022, investiu R$ 34 milhões em medidas de prevenção, que incluem roçada de vegetação em seus terrenos e realização de campanhas de conscientização, o que representa um aumento de 13,3% em relação ao aporte realizado em 2021. 

Anúncios

De acordo com as estratégias de manutenção da companhia, durante todo o ano, a empresa realiza inspeções nas faixas de segurança de suas linhas de transmissão e das subestações para definir os locais que serão roçados com o objetivo de conservar as áreas e diminuir a incidência da propagação de fogo proveniente das queimadas. Além disso, realiza campanhas para conscientizar a população a utilizar outros métodos de poda e limpeza de terrenos que não seja a queimada. 

Período seco exige atenção extra a riscos de queimadas

A atenção passa a ser redobrada entre os meses de junho e agosto, quando os incêndios se intensificam e a ISA CTEEP redobra a atenção e esforços, especialmente nos municípios onde tem operação e que registram as maiores incidências de queimadas, de acordo com o sistema de monitoramento da companhia. 

Atualmente, essa lista conta com cerca de 170 municípios, como Araraquara, Mirassol, Barretos, Botucatu, Bauru, Campinas, Itu, Ribeirão Preto, Salto e São Carlos, no interior do Estado de São Paulo, além de Barra do Ouro (TO), Contagem (MG), Eliseu Martins (PI), Loreto (MA) e Viana (ES).

“Estamos presentes em 17 estados do País e as queimadas são registradas, sobretudo, no interior de São Paulo, onde acontecem grandes focos de incêndio, como nos canaviais, e em alguns estados do Nordeste, como o Piauí. Intensificamos a nossa campanha de conscientização e contamos com a colaboração da população para que utilize outros métodos de poda e limpeza de terrenos que não seja a queimada, devido a todos os riscos”, afirma Gabriela Desirê, diretora executiva de operações da ISA CTEEP.

Entre as principais iniciativas da campanha estão ação com equipe de campo e divulgação em mídias, assim como atualização de site institucional, que alerta sobre o perigo das queimadas e elenca atitudes simples para evitar a incidência, como não acender fogueiras próximas à vegetação, não atear fogo com o objetivo de limpar a área, não jogar bitucas de cigarro e não soltar balões. Clique aqui e assista ao vídeo da campanha.

Operação SP Sem Fogo

Em junho, a ISA CTEEP, responsável por 94% da energia transmitida no Estado de São Paulo, firmou acordo com o Governo do Estado para adesão à Operação SP Sem Fogo, que tem a finalidade de fomentar ações de prevenção e combate a incêndios florestais. Com a parceria, a transmissora reforçou o compromisso com a segurança da operação e o cuidado com o meio ambiente. 

Além de realizar ações conjuntas de prevenção e combate a incêndios florestais, a companhia vai oferecer apoio técnico sobre procedimentos de segurança adotados no combate a incêndios em vegetações próximas às linhas de transmissão, disponibiliza dados sobre as ocorrências de interrupção de energia ocasionadas por incêndios e intensifica campanhas para a divulgação de medidas preventivas.

Perigos das queimadas

O fogo, a fumaça e a fuligem, ao atingirem o sistema de transmissão, podem causar curto-circuito e interromper o fornecimento de energia elétrica, impactando hospitais e outros estabelecimentos críticos. Além dos danos à continuidade da prestação do serviço de energia elétrica, há os impactos negativos no meio ambiente, como poluição, morte de animais e incêndio em reservas ecológicas, uma vez que as queimadas estão entre as principais ameaças à biodiversidade.

Fiscalização

A ISA CTEEP também investe em mecanismos de fiscalização, como o uso da plataforma de monitoramento do Climatempo. A iniciativa permite realizar o monitoramento meteorológico, além de identificar e registrar focos de queimadas na extensão das linhas de transmissão, o que possibilita identificar a causa do desligamento e atuar preventivamente para o redirecionamento de atividades de manutenção, com priorização de ações de limpeza de faixa, assim como fornecer informações que são utilizadas para gestão no ano seguinte.

De acordo com o Decreto 2.661, de julho de 1998, é proibido atear fogo em uma faixa de cinco metros dos limites das faixas de segurança das linhas de transmissão de energia e de 100 metros ao redor das subestações. Por isso, quem não respeitar a lei está sujeito às penalidades previstas na legislação.

Denúncias, em casos de incêndios ou queimadas, devem ser realizadas ao Corpo de Bombeiros pelo 193 e ao Centro de Operação da Transmissão da ISA CTEEP pelo telefone 08000 118 713 ou pelo canal Fale Conosco.

Com Assessoria ISA CTEEP

Últimas

Brightcove faz parceria com o Google Ad Manager para expandir seu serviço de monetização de anúncios

28/02/2024

A plataforma global de tecnologia de streaming da Brightcove se conecta com a plataforma de anúncios...

Categorias