16 abril, 2024

Últimas:

Botucatu: Entrevista com Thomazella, goleiro botucatuense, Campeão e eleito o Melhor Goleiro da Série A2 do Paulistão

Anúncios

O goleiro botucatuense, Carlos Eduardo Lecciolle Thomazella, 28 anos, conquistou, na última quarta-feira, 01, o título de Campeão Paulista da Série A2. Titular e um dos grandes responsáveis pelo título do Ramalhão, Thomazella foi contratado no final do ano passado pelo Santo André.

O goleiro de Botucatu se destacou em praticamente todos os jogos do time do ABC na campanha vitoriosa da A2 do Paulistão e atravessa seu melhor momento na carreira. Nesta sexta-feira, 03, a Federação Paulista divulgou que ele foi escolhido como o Melhor Goleiro da A2 e está na Seleção do Campeonato.

Anúncios

O goleiro Thomazella, que nasceu em Botucatu, tem 28 anos e 1,91m. Antes do Santo André, ele atuou por:  São Caetano, XV de Piracicaba, São José-SP, Icasa, Caldense, Guarani, Batatais, Luverdense e Rio Claro.

Acompanhe a entrevista exclusiva para o Jornal Leia Notícias:

Anúncios

JORNAL LEIA NOTÍCIAS – Como foi o caminho para o título Estadual da A2 e o acesso à elite?

THOMAZELLA – O Campeonato Paulista série A2 é muito competitivo. É um campeonato muito difícil. Não começamos bem a competição e muitos falavam que o Santo André iria cair, mas nós, jogadores e comissão técnica, sabíamos da força e da qualidade do elenco. Tivemos algumas oscilações durante o campeonato, o que é natural pelo fato de ser um campeonato muito competitivo. Nunca deixamos de acreditar, sabíamos que era possível alcançar nossos objetivos e que só dependeria de nós. Conseguimos o tão sonhado acesso e fomos coroados com o título.

LN – Você tem sido muito elogiado pelos torcedores e pela imprensa. Como você avalia o seu desempenho?

THOMAZELLA – Fico muito feliz pelo carinho da torcida e pelo reconhecimento de todos. Eu vivi uma das melhores fases da minha carreira vestindo a camisa do Santo André. Sou muito grato pela oportunidade de fazer parte desse grupo vencedor.

LN – Já sabe se permanecerá no Santo André ou tem a possibilidade de ir para algum outro clube?

THOMAZELLA – As propostas chegam, é natural depois de ser campeão com um time de tamanha tradição, mas estou aberto para ouvir a diretoria do Santo André e saber mais do planejamento que será feito para a sequência. Ficarei muito feliz em poder continuar dando sequência na minha carreira defendendo o Santo André.

LN – Quais são seus objetivos na carreira?

THOMAZELLA – O primeiro é disputar a primeira divisão, no ano que vem. Será um sonho realizado. Quero também poder fazer uma carreira na Europa.

LN –  Como foi início da sua carreira, em Botucatu?

THOMAZELLA – Comecei no futsal na AAB, aos 6 anos. Meu treinador era o Paulão. Fiquei por nove anos jogando futsal, quando resolvi ir para o campo, aos 15 anos. Já no campo comecei no Sesi, com o professor Dito Manivela, um dos grandes responsáveis pelo o que sou hoje. Ele é um cara sensacional, tanto como pessoa, como treinador. Foi através da escolinha dele que participei de alguns campeonatos e tive a oportunidade de fazer um amistoso contra o XV de Piracicaba, onde passei e comecei a ir em busca do meu sonho.

LN – Deixe um recado para a torcida botucatuense, que comemorou seu título!

THOMAZELLA – Quero deixar aqui meus sinceros agradecimentos a todos que torceram e torcem por mim. É uma honra poder levar o nome de Botucatu comigo. Quero agradecer, em especial, a minha família (Lecciolle e Thomazella), que sempre está ao meu lado, acreditando no meu trabalho. Também quero agradecer a todos os amigos e a diretoria da AAB.

Jornal Leia Notícias – Fotos: Ale Vianna

Últimas

Prioridades regulatórias do BC tendem a aprimorar crédito

16/04/2024

Entre os temas de destaque ligados ao segmento estão impactos do uso de Inteligência Artificial pelas...

Categorias