Botucatu enfrenta dificuldade para completar imunização de adolescentes contra Covid-19

A cidade de Botucatu, que alcançou mais de 80% da população adulta vacinada contra a Covid-19 por causa do estudo de efetividade do imunizante da AstraZeneca, ainda encontra dificuldade para vacinar adolescentes.

Há seis dias a Secretaria de Saúde liberou a aplicação da segunda dose para adolescentes de 12 a 17 anos. Porém, dos 4.645 adolescentes que tomaram a primeira dose do imunizante em uma ação no município, apenas 892 compareceram aos postos de saúde até o momento, o que corresponde a 21% do público.

Para não colocar em risco a proteção de toda a comunidade, a secretaria alerta para a necessidade imprescindível de completar o calendário de imunização.

Durante a semana, as unidades de saúde funcionam das 8h às 17h e também há salas de vacinação que operam no período noturno, das 18h às 21h, no Centro de Saúde Escola, na Vila dos Lavradores.

Em Botucatu, toda a população maior de 18 anos já recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus — Foto: Prefeitura de Botucatu/Divulgação
Em Botucatu, toda a população maior de 18 anos já recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus — Foto: Prefeitura de Botucatu/Divulgação

Casos, mortes e internações em queda

Segundo as autoridades de saúde da cidade, esse alto índice de cobertura vacinal foi o fator fundamental para casos de Covid despencarem.

O informe epidemiológico desta terça-feira (26) registrou apenas 12 casos positivos para Covid-19 e 5 moradores seguem internado, três em UTI e dois em enfermaria.

Desde o pico de casos da doença, registrado em junho na cidade, a queda chega a 96,5%. As internações também caíram quase 89% em relação a junho, e o número de mortes diminuiu 90%.

Fonte: TV TEM

Scroll Up