Botucatu é 80ª cidade mais “cidade inteligente” do país, aponta Ranking

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Botucatu está entre as 100 cidades mais conectadas e inteligentes do país, conforme o Ranking Connected Smart Cities 2020. Foram avaliados 673 municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes. A avaliação é feita anualmente e traça o panorama do desenvolvimento econômico, social, ambiental e tecnológico em todo o país.

Na classificação geral, a Cidade está na 80ª posição, obtendo a nota 29,572. Já em âmbito estadual, passa a ser a 34ª mais inteligente entre os municípios paulistas. O desempenho apresenta uma queda em comparação com o ranking de 2019, quando Botucatu esteve classificada como a 49ª mais conectada do país, com avaliação 31,887.  O município, ao lado de  Piracicaba (44º) são os únicos da região que figuram no ranqueamento geral.

Para se obter a nota, foram usados onze indicadores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia. Além da classificação geral, há rankings por eixo temático, região e faixa populacional.

Dentre os principais eixos temáticos, Botucatu aparece com classificação em três: meio ambiente, saúde e educação. No primeiro, meio ambiente, a Cidade aparece na 61ª colocação, com nota 5,41, obtendo melhora do que em 2019, quando foi o 78º, com 5,443 pontos. Outros municípios da região, como Avaré (13º) e Piracicaba (64º) aparecem na lista.

No quesito Saúde, a classificação foi de 71º lugar, com avaliação 3,786, percentual abaixo do de 2019, quando Botucatu atingiu a 53ª colocação (nota 3,322).  Nenhuma Cidade da região aparece na lista das 100 melhores neste indicador. Já em Educação, a colocação botucatuense é o 40º lugar, com nota 5,113. Ao lado de Botucatu, Lençóis Paulista também figura nesta classificação, com a 63ª posição (4,987 pontos), Piracicaba (41º, com 5,104)

Em 2019, o  Ranking Connected Smart Cities pontuou classificações para Botucatu nos quesitos Tecnologia e Inovação (54º), Empreendedorismo (46º), Economia (86º), Urbanismo (30º) e Saúde (53º).

As análises foram feitas com informações obtidas através de órgãos oficiais como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), índice da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), Fundação Getúlio Vargas (FGV), além de órgãos governamentais como os ministérios da Economia; da Ciência, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Receita Federal; Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); instituições bancárias e de fomento.

Por Flávio Fogueral

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes