Botucatu: CPFL nega assalto em unidade da cidade, divulgado em áudio no Whatsapp; crime ocorreu em Sumaré

Moradores de Botucatu e Região estão recebendo áudios no whatsapp sobre um suposto assalto em uma das unidades da CPFL. O áudio também cita que além de armamentos e coletes à prova de balas, foram furtados uniformes que poderiam ser usados por golpistas e marginais em visitas à residência.

Em nota, a CPFL afirma que “em virtude de um áudio com informações relacionadas ao roubo ocorrido na base da CPFL em Sumaré, no dia 03/08/2022, que está em circulação em grupos de WhatsApp, a CPFL esclarece que os funcionários que prestam serviços sempre comparecem devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a execução da atividade, contudo, caso o cliente ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato por meio dos canais de atendimento, entre eles, o 0800 010 1010 (CPFL Paulista), e informar o número da nota de serviços e confirmar a autenticidade da mesma com o atendente.”