Botucatu: Chuva forte e mata fechada dificultaram resgate de mulher na Cascata da Marta. Vítima teve fraturas e estava com dificuldade para respirar

O resgate de uma mulher de 45 anos, após uma queda em local de difícil acesso na Cachoeira da Marta II, mobilizou as equipe de resgate em uma ação que durou mais de 7 horas. A Vítima teve fraturas e estava com dificuldade para respirar.

De acordo com o Bombeiros que atuaram no resgate, a vítima ficou presa em um emaranhado de cipós. O Corpo de Bombeiros aplicou um sistema de multiplicação de força para descer a vítima até uma clareira onde a aeronave Águia, da Polícia Militar, pudesse içá-la e transportá-la.  Porém, a forte chuva que caiu no momento do resgate, tornou-se inviável a utilização da aeronave, e com o risco de ocorrer o fenômeno conhecido por cabeça d’água, optou-se pela retirada da vítima, pela mata fechada, com técnicas de ascensão e Caterpillar.

A vítima apresentava fratura fechada de úmero direito e possível fratura no tornozelo direito. Ela estava consciente, porém com dificuldade para respirar. Uma unidade do SAMU conduziu a vítima até o Hospital das Clínicas de Botucatu para atendimento médico.

De acordo com o Bombeiros que atuaram no resgate, a vítima ficou presa em um emaranhado de cipós
De acordo com o Bombeiros que atuaram no resgate, a vítima ficou presa em um emaranhado de cipós