Botucatu: Cão doente, que sofria maus-tratos, é resgatado de residência pela Polícia Militar, Vigilância Ambiental e Canil

A Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu, a Polícia Militar e o Canil Municipal resgataram nesta segunda-feira, 16, um cão que sofria maus-tratos, em situação crítica, na região Sul da Cidade.

De acordo com informações, a VAS recebeu uma denúncia de que em uma residência na região sul do município (o bairro não foi divulgado), havia um cão doente, necessitando de atendimento médico veterinário.

Chegando ao local, no período da manhã, foi constatado que o animal estava muito debilitado, sem conseguir se levantar, desidratado, com secreção ocular, dor intensa e alterações neurológicas. O tutor foi notificado pela Vigilância, com prazo imediato, para levar o animal para atendimento médico veterinário.

No início da tarde, a VAS fez novo contato com o tutor e constatou que ele não providenciou assistência ao animal. Foi solicitado apoio da Polícia Militar e do Canil Municipal, que foram ao local e fizeram o resgate do cão.

O tutor não estava no local no momento do resgate, mas foi feito um Boletim de Ocorrência pela PM que, junto do laudo médico veterinário, será encaminhado à Polícia Civil.

De acordo com a Lei Municipal 6315 de 04 de março de 2022, que “institui a política de bem estar de animais domésticos, controle populacional de cães e gatos, estímulo a posse responsável e incentivo a adoção de animais e a proteção de animais domésticos e dá outras providências”. A penalidade para esse tipo de infração pode ser multa de R$ 1.000,00 a R$ 3.000,00, por animal.

Jornal Leia Notícias – com VAS