Botucatu: Câmara rejeita requerimento que defendia o Tratamento Precoce Contra a Covid-19

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Na última Sessão da Câmara Municipal de Botucatu, o destaque da Sessão Ordinária foi a discussão e votação do requerimento 248, de autoria do vereador Sargento Laudo (PSDB), que dizia a respeito ao Tratamento Precoce contra a Covid-19 e solicitava que os médicos de Botucatu pudessem escolher, junto com o paciente, o melhor tratamento para cada caso.

De acordo com a assessoria da Câmara, o requerimento deu entrada na Sessão do dia 5 de abril e sofreu pedido de destaque pelo vereador Lelo Pagani (PSDB). Por falta de tempo, não foi discutido no dia 5 e nem na Sessão seguinte, a do dia 12. Porém, nesta segunda-feira, 19, ocorreu a discussão.

Após cinco minutos de fala dos dois vereadores envolvidos (Abelardo e Laudo), o vereador Abelardo (REPUBLICANOS) ainda tentou levar o debate para a Ordem do Dia, mas o Plenário votou contrário a essa solicitação.

Em votação separada e nominal, o requerimento foi Rejeitado por seis votos a quatro. Votaram favoráveis ao requerimento os vereadores: Abelardo, Cula (PSDB), Sargento Laudo e Silvio (REPUBLICANOS). Os votos contrários foram dos vereadores: Alessandra Lucchesi (PSDB), Cláudia Gabriel (DEM), Marcelo Sleiman (DEM), Érika da Liga do Bem (REPUBLICANOS), Lelo Pagani e Rose Ielo (PDT).

Jornal Leia Notícias

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes