Botucatu: BTC analisa a venda do prédio de antiga sede social

Um dos espaços sociais de maior tradição de Bo­tucatu pode ser vendido. Pelo menos é o que pla­neja a direção do Botu­catu Tênis Clube (BTC) quanto ao destino de sua sede social, localizada na Rua João Passos. Há anos o espaço deixou sua finalidade inicial para ser alternativa de recursos a associação desportiva.

A assembleia que po­derá decidir pela venda do imóvel será realizada no dia 12 de novembro, a partir das 19 horas. Um comunicado já está sendo disponibilizado aos só­cios e o edital disponível nas dependências do clu­be. Será necessária a pre­sença de dois terços dos associados. Caso o núme­ro não atinja o coeficiente proposto, uma nova cha­mada será realizada com o número de presentes.

O edital já está dispo­nível para apreciação dos mais de 600 associados aptos a votar. Pelo docu­mento, os interessados devem apresentar as propostas, em envelope fechado, até quinta-fei­ra, 7 de novembro, com a abertura das propostas no dia 11 de novembro. Não há Informação de va­lores iniciais de venda.

A sede social está atual­mente locada ao Instituto Presbiteriano de Educa­ção (Ipê). Pelo edital afi­xado, a locatária também pode exercer o direito de aquisição do imóvel.

A sede social do clube é um dos locais mais tra­dicionais e considerado parte da vida de muitos botucatuenses. Constru­ído na década de 1960, foi por muito tempo refe­rência em eventos como bailes de carnaval, forma­turas, casamentos, entre outras ocasiões. O custo de manutenção tornou­-se elevado ao clube que decidiu, já nos anos 2000, pelo aluguel do prédio.

Empresas na área da educação.

Durante anos foi ocu­pada pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e atualmente recebe o ensino médio do Institu­to Presbiteriano de En­sino.

Procurado pela repor­tagem do Leia Notícias, o presidente do clube, Jair Montonvani não respon­deu aos contatos.

Jornal Leia Notícias por Flávio Fogueral

Scroll Up