Botucatu: Banco do Brasil fecha oficialmente agência da Praça do Bosque

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

Clientes do Banco do Brasil já não contam com o atendimento na agência da Praça Emílio Peduti (Bosque) desde segunda-feira, 19 de abril. Isso porque o espaço foi fechado oficialmente pela empresa estatal após o anúncio de reestruturação em âmbito nacional. Anteriormente, o prédio sediou a Nossa Caixa, banco paulista vendido pelo então governador José Serra (PSDB). 

Objetivo é reorganizar a estrutura física e de  atendimento de sua rede de agências. Anunciada no final de 2020, a migração das contas e de funcionários da agência da Praça do Bosque teve início em 22 de fevereiro. Segundo a assessoria da instituição bancária, “o BB avaliou suas unidades de negócios em relação ao desempenho financeiro de cada ponto, o potencial de negócios em cada praça, o volume de utilização do ponto pelos clientes, a proximidade com outros pontos de atendimento do Banco e as características dos imóveis. O resultado desse estudo concluiu pelo encerramento de pontos, mudanças de tipologia e relocalizações de agências”. 

No entanto, o banco frisou que todos os clientes com contas na agência foram avisados com antecedência das mudanças por meio de comunicados via SMS, aplicativo para celular, internet banking, nos terminais de autoatendimento, bem como pelas tradicionais correspondências enviadas aos endereços. O BB frisa que a mudança para outras agências foi automática, sendo que correntistas não precisarão fazer qualquer tipo de procedimento adicional. Poderão manter cartões e senhas para transações nas novas agências deslocadas. 

Nas proximidades há uma agência do banco, a menos de cinquenta metros de  distância. O local, inclusive foi alvo de assalto no final de julho de 2020. Na ocasião, uma quadrilha explodiu o cofre e levou a quantia de R$ 2 milhões, em uma ação que durou parte da madrugada e envolveu confronto direto com a polícia. 

O Banco do Brasil manterá ativas as agências da própria Rua Amando de Barros, além da Major Matheus e do campus da Unesp de Botucatu. Há, ainda, postos de atendimento Embraer e Fórum Botucatu, além de correspondentes bancários MaisBB e caixas eletrônicos da rede Banco24Horas. 

Esta é a segunda redução na estrutura física da empresa estatal em cinco anos. Em 2016 fora anunciada a extinção das agências que eram existentes na Vila dos Lavradores. O fato causou repercussão entre moradores  e empresários da região que organizaram um abaixo-assinado. A Prefeitura de Botucatu também negociou com diretores da instituição para manutenção de pelo menos uma das agências. Em 2017, o banco anunciou que estudaria o caso e por fim, decidiu que o espaço a ser extinto era a localizada na Rua Braz de Assis, mantendo a da Rua Major Matheus ainda ativa. 

A reestruturação adotada neste momento atingirá mais 360 municípios. Em nota, a instituição reforça que “manterá sua presença em todos eles, seja com outras unidades próprias já existentes, em 221 municípios, seja com correspondentes bancários “Mais BB”, nos demais. O objetivo é trazer mais eficiência à rede de atendimento do Banco, propiciando recursos para abertura das unidades de atendimento especializado e buscando melhorar a experiência do cliente”.

Flávio Fogueral / Notícias Botucatu

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes