Bottas critica postura da Mercedes em contratos

O piloto finlandês Valtteri Bottas, atual terceiro colocado do mundial de pilotos da Fórmula 1, deixou claro o seu desconforto com sua situação contratual na Mercedes, onde está há cinco temporadas. Desde que chegou, em 2017, Bottas nunca recebeu um contrato superior a um ano de duração.

Valtteri Bottas venceu GP da Turquia em 2021 — Foto: Umit Bektas - Pool/Getty Images
Valtteri Bottas venceu GP da Turquia em 2021 (Foto: Divulgação)

Durante a coletiva de imprensa pré-GP de São Paulo de Fórmula 1, o piloto foi perguntado se a situação lhe causava incômodo ao longo desses quase cinco anos defendendo a escuderia alemã e não fugiu do questionamento.

“Obviamente atrapalha. Estar sempre pensando em seis meses é ruim. Não ter um contrato longo, não permite pensar em longo prazo. Para mim atrapalha. É claramente uma distração”, afirmou Valtteri.

O vice-campeão mundial de 2019 e 2020 também foi questionado e respondeu sobre a declaração de Lewis Hamilton, que teria dito que ele “não fechou a porta” para o rival da RBR Max Verstappen na largada do GP do México.

– Se olhar para trás, certamente eu poderia ter feito alguma coisa diferente, mas naquele momento eu achava que estava fazendo certo. Eu fiz o meu melhor. Se eu tivesse na mesma situação novamente, talvez eu fizesse melhor, ou pior – disse o finlandês.

Valtteri Bottas protagonizou ainda um momento drama na chegada ao Brasil. Agendado para a primeira entrevista coletiva do dia, não pousou a tempo porque estava em um resort no México com a namorada e o voo atrasou. Acabou sendo transferido para a entrevista que encerrou os microfones nesta quinta-feira, trocando de lugar com Hamilton.

Com 185 pontos, Bottas não tem mais chances reais de alcançar Max Verstappen (312.5) e nem com companheiro Lewis Hamilton (293.5), líderes do campeonato de pilotos, com quatro corridas para terminar a temporada.

Fonte: G1

Scroll Up