Bebês, crianças e famílias inteiras: quem são as 24 vítimas das chuvas no estado de SP

As fortes chuvas que atingem o estado de São Paulo desde sábado (29) deixaram 24 mortos, oito deles no município da Franco da Rocha, região mais atingida pelos desastres.

Das 24 vítimas em todo o estado, ao menos dez são menores de idade – sendo oito crianças e dois adolescentes. Uma das crianças é um bebê com apenas três meses, que chegou a ser socorrido após um desabamento em Itapevi. A mãe dele, de 27, foi resgatada e encaminhada para o Hospital Geral de Itapevi.

Os temporais também causaram deslizamentos de terra, transbordamento de rios e alagamentos.

Família de Maceió que desapareceu nas chuvas de São Paulo (Foto: Arquivo pessoal)

Veja as vítimas que já foram identificadas:

Franco da Rocha

  • Diego dos Santos (sem informação de idade)
  • Cleber Bonfim, 37 anos
  • Anderson da Costa, 26 anos
  • Vinicius, 13 anos
  • Amanda Sales, 25 anos
  • José Ailton Vitor Silva, 30 anos
  • Adriana da Silva Santos, 33 anos
  • Oziel Vitor, 2 anos

Embu das Artes

  • Eliane Rodrigues dos Santos, de 44 anos.
  • Felipe dos Santos Souza, de 21 anos.
  • Julia Sofia dos Santos, 4 anos.
Família de Várzea Paulista morre soterrada dentro de casa — Foto: Arquivo pessoal
Família de Várzea Paulista morre soterrada dentro de casa (Foto: Arquivo pessoal)

Várzea Paulista

  • Ricardo Eugênio dos Santos, de 40 anos
  • Tatiane Aparecida dos Santos (sem informação de idade)
  • Tayane dos Santos, 1 ano
  • Nicole dos Santos, de 10 anos
  • Richard dos Santos, de 12 anos

Itapevi

  • Alerrandro Ferreira dos Santos, 3 meses

Jaú

  • Edson Aparecido Saes, de 61 anos

Ribeirão Preto

  • João Carlos da Silva, de 57 anos

Arujá

  • Odilon César, 59 anos

Francisco Morato

A prefeitura confirmou a morte de 4 pessoas de famílias diferentes, e disse que não informará o nome das vítimas.

Saiba mais sobre as vítimas em cada cidade:

Franco da Rocha

José Ailton Vitor Silva, 30 anos, a esposa Adriana da Silva Santos, 33 anos e o filho do casal, Oziel Vitor, 2 anos, que morreram em Franco da Rocha — Foto: Reprodução/ Tv Globo
José Ailton Vitor Silva, 30 anos, a esposa Adriana da Silva Santos, 33 anos e o filho do casal, Oziel Vitor, 2 anos, que morreram em Franco da Rocha (Foto: Reprodução/ Tv Globo)

O município de Franco da Rocha confirmou, na tarde desta segunda (31), a morte de oito pessoas em decorrência das chuvas. A Prefeitura da cidade informou que o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil e as equipes de Saúde seguem atuando nas buscas de desaparecidos, que podem chegar a oito.

Desde o domingo, as equipes se mobilizaram no resgate de vítimas de um deslizamento de terra na Rua São Carlos, no Parque Paulista, que fica na divisa com Francisco Morato.

Segundo informações preliminares da equipe de saúde do município, entre as vítimas estão quatro homens e uma mulher. Diego dos Santos (sem informação de idade); Cleber Bonfim, 37 anos; Anderson da Costa, 26 anos; Vinicius, 13 anos; Amanda Sales, 25 anos.

José Ailton Vitor Silva, 30 anos, a esposa Adriana da Silva Santos, 33 anos e o filho do casal, Oziel Vitor, 2 anos, foram identificados na tarde desta segunda (31).

Embu das Artes

Em Embu das Artes, três pessoas da mesma família morreram após um deslizamento de terra, entre elas uma criança de 4 anos.

Segundo a Prefeitura de Embu, o deslizamento ocorrido na rua Jatobá no Jardim Pinheirinho, atingiu duas residências. Uma das casas estava vazia e na outra estava Eliane Rodrigues dos Santos, de 44 anos, e seus dois filhos: Felipe dos Santos Souza, de 21 anos, e Julia Sofia dos Santos, de 4 anos.

Mãe e dois filhos, de 21 e 4 anos, morreram em Embu das Artes — Foto: Divulgação
Mãe e dois filhos, de 21 e 4 anos, morreram em Embu das Artes (Foto: Divulgação)

Várzea Paulista

Família de Várzea Paulista morre soterrada dentro de casa — Foto: Arquivo pessoal
Família de Várzea Paulista morre soterrada dentro de casa (Foto: Arquivo pessoal)

Em Várzea Paulista, uma família também foi morta soterrada em decorrência das fortes chuvas. Ricardo Eugênio dos Santos, de 40 anos, a esposa dele, Tatiane Aparecida dos Santos e os três filhos Tayane, de 1 ano, Nicole, de 10 anos, e Richard, de 12 anos, estavam dormindo por volta das 6h quando à terra atingiu o quarto do casal.

Os corpos do casal e dos três filhos foram encontrados durante as buscas na tarde deste domingo (30), no Jardim Promeca. Cerca de 12 bombeiros, cães farejadores e equipes da PM e Defesa Civil trabalharam no resgate da família. Uma retroescavadeira foi usada para tirar à terra que cedeu.

Além dos bombeiros, equipes da PM e da Defesa Civil foram acionadas para ajudar no atendimento da ocorrência e retirada dos corpos.

A família foi enterrada na tarde desta segunda-feira (31) no cemitério Municipal de Várzea Paulista. A cerimônia foi acompanhada por familiares e amigos.

Segundo os vizinhos, os filhos do casal tinham medo de dormir em quartos separados em noites de chuva, por isso, todos estavam dormindo no mesmo local.

Itapevi

Deslizamento de terra em Itapevi — Foto: Indianara Campos/TV Globo
Deslizamento de terra em Itapevi (Foto: Indianara Campos/TV Globo)

A vítima mais jovem foi em Itapevi, onde um bebê de três meses foi soterrado. Alerrandro Ferreira dos Santos estava dormindo no quarto quando um deslizamento atingiu a residência por volta das 21h na noite de domingo (30).

A mãe de 27 anos, estava na cozinha quando o deslizamento ocorreu. De acordo com testemunhas, as vítimas estavam na casa de amigos para um jantar. Além do bebê, que completaria quatro meses nesta quarta (2), e de sua mãe, que tem 27 anos, estava o companheiro dela e mais cinco pessoas que moravam na casa, localizada no Jardim Ruth.

Jaú

Enxurrada chegou na altura das janelas dos imóveis em Jaú  — Foto: Paulo César Grange/ Jaú Mais
Enxurrada chegou na altura das janelas dos imóveis em Jaú (Foto: Paulo César Grange/ Jaú Mais)

Em Jaú, o catador de recicláveis Edson Aparecido Saes, de 61 anos, morreu após ter a casa invadida pela água da chuva. Ele morava com o filho Ederson, de 31 anos.

Ederson e outras duas mulheres, a tia e uma prima de Ederson, que viviam em uma casa nos fundos no mesmo terreno foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

Em entrevista à reportagem, Ederson disse que tentou retirar o pai de casa, mas ele estava com saúde debilitada e foi levado pela correnteza pelos cômodos da casa.

Ribeirão Preto

Em Ribeirão Preto, João Carlos da Silva, de 57 anos, foi arrastado pela enxurrada na tarde de sexta-feira (28). Ele foi encontrado na esquina das ruas Eduardo Prado e Antônio Fernandes de Oliveira, na Vila Tibério.

Arujá

Odilon César, 59 anos, morreu afogado após ficar preso no carro que ficou submerso durante a chuva na Avenida Internacional, no Parque Lucélia, em Arujá.

Outro homem, que estava como passageiro, conseguiu sair a tempo. Ele explicou que os dois trafegavam na via bastante alagada até que, em determinado ponto, não foi possível visualizar uma galeria de vazão das água e o automóvel acabou caindo.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência de afogamento. No local, foram avisados que a vítima estava dentro do veículo coberto pela água.

Fonte: G1