Bebê rinoceronte nasce em zoológico na França

Uma rinoceronte deu à luz um filhote no zoológico de Amnéville, no nordeste da França, depois de 16 meses de gestação. O bebê batizado de Mosl é resultado de esforços de conservação da espécie.

Mosl nasceu na manhã de quarta-feira (6). O filhote conseguiu ficar em pé uma hora e meia depois de nascer. Ele foi amamentado por sua mãe, a rinoceronte branco Tala, comeu feno e caminhou pelo recinto reservado para eles.

“Temos o prazer de apresentar Mosl, um pequeno rinoceronte em grande forma e já muito curioso”, disse o zoológico na sexta-feira (8).

Mosl é o terceiro filhote de Tala. No zoológico francês, ela também deu à luz a Timbo, em 2018. Mosl e Timbo têm o rinoceronte Beni como pai. A instituição que abriga os animais não informou a situação do terceiro filhote.

Tala, uma rinoceronte de 21 anos, é descrita pelo zoológico como uma “mãe muito gentil, protetora de Mosl e que sabe como guiá-lo no nascimento para ajudá-lo a descobrir o espaço ao seu redor”.

Bebê rinoceronte Mosl e sua mãe Tala — Foto: Zoológico de Amnéville
Bebê rinoceronte Mosl e sua mãe Tala (Foto: Zoológico de Amnéville)

A espécie corre risco por conta do tráfico ilegal de chifres de rinoceronte. O Zoológico de Amnéville explica que a presença desses animais na natureza depende de ONGs, parques e outros que atuam para protegê-los.

Segundo a agência Reuters, os esforços para proteger a espécie têm sido bem-sucedidos. Áreas protegidas em países como África do Sul, Namíbia, Zimbábue e Quênia somam 18 mil rinocerontes brancos.

A espécie é classificada como “Quase Ameaçada” pela lista vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) e é a única das cinco espécies de rinoceronte que não está ameaçada de extinção.

Fonte: Yahoo!

Scroll Up