Austrália começa testes de vacina contra Covid-19 em humanos

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A Austrália anunciou, nesta segunda-feira (13), o início dos testes em humanos de uma possível vacina contra a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. A imunização foi desenvolvida pela Universidade de Queensland, no nordeste do país, e aplicada em 120 pessoas na primeira fase dos experimentos.

A vacina vem sendo testada em laboratório desde fevereiro e foi eficaz no combate ao Sars-CoV-2 nos testes, segundo o governo do estado de Queensland.

Universidade de Queensland, no nordeste da Austrália, tem duas vacinas para a Covid-19 em testes. — Foto: G1
Universidade de Queensland, no nordeste da Austrália, tem duas vacinas para a Covid-19 em testes (Foto: G1)

Os testes iniciais em humanos irão avaliar a segurança e a resposta imune à vacina. As pessoas receberão duas doses a cada quatro semanas, e os resultados preliminares devem ser divulgados em três meses.

“Se tudo correr bem, podemos passar para o próximo estágio no desenvolvimento da vacina – um estudo maior, com um grupo muito maior de pessoas, de várias idades, para ver se a vacina funciona de maneira geral”, explicou Paul Young, um dos pesquisadores da imunização na universidade.

Ele explicou à rede “ABC News Australia” que é difícil estimar quando a vacina ficará pronta, mas avalia que ainda seja necessário um ano até a fase de produção.

“Até certo ponto, esse é um final difícil que não podemos definir”, disse Young. “O plano é que estejamos prontos no meio do próximo ano.”

A universidade já tem outra vacina em testes, iniciados no mês passado.

Outras candidatas

No domingo (12), a Rússia anunciou que uma vacina testada em humanos provocou o surgimento de anticorpos para a Covid-19. Ainda são necessárias outras duas fases de experimentos para confirmar a eficácia da imunização.

Globalmente, das 19 vacinas experimentais contra Covid-19 em testes com humanos, só duas estão em testes finais de fase 3 – uma da chinesa Sinopharm e outra da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, que tem parte do teste realizada no Brasil. A chinesa Sinovac Biotech deve se tornar a terceira em fase 3 no final deste mês, também com testes no Brasil.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes