29 fevereiro, 2024

Últimas:

Assassino que matou 17 em escola nos Estados Unidos é sentenciado à prisão perpétua

Anúncios

Nikolas Cruz, que assassinou 17 alunos e funcionários com um rifle semiautomático em uma escola na cidade de Parkland, na Flórida, Estados Unidos, em 2018, foi formalmente condenado à prisão perpétua nesta quarta-feira (2).

Um júri votou no mês passado para poupar Cruz, de 24 anos, da pena de morte, escolhendo, em vez disso, a prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional por um dos tiroteios em massa mais letais da história norte-americana. Quando o julgamento começou, em 2021, Cruz se declarou culpado por homicídio premeditado.

Anúncios

A juíza do circuito do condado de Broward, Elizabeth Scherer, concordou com um pedido de acusação para primeiro permitir que os parentes das vítimas de Cruz se dirigissem ao tribunal antes que a sentença fosse proferida. O processo de condenação começou na terça-feira com declarações de impacto dos familiares e conhecidos dos mortos.

Assassino que matou 17 em escola na Flórida é formalmente sentenciado à prisão perpétua — Foto: Amy Beth Bennett/Pool via REUTERS
Assassino que matou 17 em escola na Flórida é sentenciado à prisão perpétua (Foto: Reprodução)

Assassino que matou 17 em escola na Flórida é formalmente sentenciado à prisão perpétua — Foto: Amy Beth Bennett/Pool via REUTERS

Anúncios

Vários parentes das vítimas criticaram a decisão do júri e criticaram a exigência da lei estadual de que todos os 12 jurados fossem unânimes para sentenciar uma pessoa condenada a ser executada. Alguns parentes também repreenderam os advogados de defesa de Cruz, que se opuseram inutilmente ao juiz na terça-feira observando que Cruz tinha o direito constitucional de representação legal.

Os parentes de muitas vítimas se dirigiram diretamente a Cruz. Anne Ramsay, mãe de Helena Ramsay, de 17 anos, disse que ele era “puro mal”. Inez Hixon o chamou de “terrorista doméstico” por matar seu sogro, o diretor de atletismo da escola, Chris Hixon.

Cruz tinha 19 anos na época de seu ataque à Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, cerca de 50 quilômetros ao norte do tribunal em Fort Lauderdale. Ele havia sido expulso da escola.

Alguns dos sobreviventes passaram a organizar um movimento liderado por jovens para regulamentações mais rígidas de armas nos Estados Unidos, que tem a maior taxa de posse de armas privadas do mundo e onde tiroteios em massa se tornaram recorrentes.

Fonte: Yahoo!

Últimas

L&F completa dez anos com dobro de faturamento em 2023

L&F completa dez anos com dobro de faturamento em 2023

29/02/2024

A marca conquistou o dobro de receita e número de pedidos alcançados em relação a 2022;...

Categorias