Asilo com surto de Covid-19 tem 7ª morte de idoso em Tupã

AdSense Postagem 01

Postagem Única 01 Mobile

A prefeitura de Tupã (SP) informou na tarde desta sexta-feira (17) a sétima morte de um idoso da Casa Emanuel, asilo onde foi detectado um surto de coronavírus. Este foi o segundo caso do dia: pela manhã, a Santa Casa da cidade já havia informado a sexta morte, de uma idosa de 70 anos.

Desta vez, foi um homem de 74 anos que morreu em decorrência da Covid-19. Com isso, a cidade contabiliza no total dez mortes causadas por complicações da doença, além 171 casos confirmados da doença.

Por conta do surto no asilo, os moradores da Casa Emanuel tiveram que ser transferidos para outro prédio, para a prefeitura fazer a higienização do local e evitar a disseminação do coronavírus.

Diante da situação atual da pandemia, a prefeitura também informou que vai endurecer as regras da quarentena na cidade.

Segundo a prefeitura, o motivo das novas medidas é o aumento da taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no município, que ultrapassou 50%. A partir deste sábado (18), bares e lojas de conveniência não poderão mais abrir, assim como academias e cultos religiosos.

Tupã endurece regras da quarentena após aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI — Foto: TV TEM/Reprodução
Tupã endurece regras da quarentena após aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI (Fotos: TV TEM/Reprodução)

Tupã tem uma liminar que permite que a prefeitura defina a quarentena por conta própria. No último dia 10, o Ministério Público chegou a pedir à Justiça que a cidade cumpra estritamente as regras do Plano São Paulo, por causa do aumento de casos da Covid-19.

Como a cidade pertence ao Departamento de Saúde Regional (DRS) de Marília, deveria cumprir as regras da fase 2 (laranja). No entanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo indeferiu o pedido do MP e deu parecer favorável para que o município continue definindo a própria flexibilização.

Fonte: G1

Postagem Única 02 Mobile

Anunciantes